Violência policial

0

Um policial civil é o principal suspeito do atentado praticado ontem contra a equipe de reportagem do Portal Infonet. Além de quebrar a máquina fotográfica e fuçar os celulares dos profissionais, o agente ameaçou fazer justiça com as próprias mãos se o site insistir em ‘bisbilhotar’ a vida de Ítalo Bruno Araújo. Este moço foi flagrado com um carro cheio de armas pertencentes ao pai, o secretário da Segurança Pública João Eloy. Não cabe aqui responsabilizar terceiros pela reprovável atitude do policial, mas exigir para ele os rigores da Lei. É preciso alertar para o risco que corre toda a sociedade quando até a imprensa é ameaçada, à luz do dia, pelo braço armado do Estado. Do governador Jackson Barreto (PMDB), político forjado nas lutas sociais e avesso à violência, espera-se a firmeza de quem não compactua com os exageros de alguns policiais. Nunca é demais lembrar que quando inocentes são ameaçados de morte por agentes pagos justamente para protegê-los, caminha-se a passos largos para aquele estado de medo onde o sobrenome importante ou a pistola oficial valem mais do que a Lei, transformada num mero enfeite. E, convenhamos, Sergipe não merece esse estado de coisas.

Cortando prego

É grande a relação dos que estão desde ontem à base de Lexotan devido à prisão do ex-prefeito de Capela, Manoel Messias, vulgo “Sukita” (PSB). Ele foi recolhido à penitenciária sob a acusação de desvio e lavagem de dinheiro público. Na lista dos desesperados por transacionarem com o homem do camaro amarelo, estão políticos, profissionais liberais, comunicadores e empresários. A Polícia Federal já avisou que outras prisões podem ocorrer a qualquer momento. Aff Maria!

Nota insossa

Sem sal é como se pode chamar a nota oficial do PSB sobre a prisão do filiado “Sukita”. A legenda informa que o preso deixou a vice-presidência estadual em 2013, após as primeiras denúncias de desvio e lavagem de dinheiro público. Por fim, afirma ter certeza que o princípio do contraditório e da ampla defesa serão observados. Até ser preso, “Sukita” era pré-candidato a deputado estadual pelo PSB. Como ainda não foi condenado e se acha um injustiçado, ele pode manter a candidatura.

Cassado

O Tribunal Regional Eleitoral cassou ontem o mandato do prefeito de Areia Branca, Agripino dos Santos (PSC), acusado de ter comprado votos durante a última campanha eleitoral. Os advogados do político cristão prometem recorrer contra a decisão junto ao Superior Tribunal Eleitoral. Enquanto isso, a segunda candidata mais votada, Acácia Souza (PSB), já se prepara para assumir o comando de Areia Branca.

Cadê o troco?

Alguém sabe por que o governador Jackson Barreto (PMDB) ainda não anunciou o reajuste dos servidores?  Desde ontem que a galera espera ouvir do peemedebista de quanto será o aumento e quando a merreca vai entrar no “contrachoque”. Será que as finanças pioraram e Jackson deu pra trás em sua decisão de repassar a inflação do período para os minguados salários dos servidores? Alô, governador, diga alguma coisa!

Tá na vice

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB) assumiu a vice-presidência da Comissão Temporária de Reforma do Código do Processo Civil. Presidida pelo senador José Pimentel (PT-CE), a comissão vai estudar as alterações feitas na propositura pela Câmara dos Deputados. “Esse projeto, que visa a melhoria do acesso à justiça, vai receber grandes colaborações nesta nova etapa aqui nesta Casa”, afirmou Valadares.

Tirando dúvidas

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) reúne hoje pela manhã os representantes dos partidos políticos para orientá-los sobre os requisitos e documentos necessários para o registro das candidaturas agora em 2014. Marcado para o auditório do TSE, o encontro será dirigido pelo secretário judiciário Marcos Vinícius Linhares. Além de prestar as orientações legais, ele estará disponível para tirar eventuais dúvidas dos políticos.

Brucutu

E o vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP) é mesmo um brucutu. Pois não é que ontem ele tirou dos cachorros e jogou contra Flávia Brasileiro, presidente do Sindicato dos Enfermeiros. O moço ficou zangado só porque a sindicalista foi à Câmara rebater as calúnias de que médicos e enfermeiros trocam o plantão nos hospitais pelas camas redondas dos motéis. Para evitar maior constrangimento, vereadores retiraram Agamenon do plenário para que Flávia pudesse falar. Gente, que vexame!

Tá tudo ok

A Assembleia não passa por dificuldades financeiras, os deputados têm recebido em dia as verbas indenizatórias e as obras do antigo Palácio Fausto Cardoso não correm risco de paralisação. Pelo menos é o que garante a presidente do Legislativo, Angélica Guimarães (PSC). Segundo ela, essa história de crise financeira naquele Poder é conversa mole para boi dormir. Então, tá!

Braços cruzados

Os alunos da Universidade Federal de Sergipe terão alguns dias de férias forçadas. É que os professores daquela instituição decidiram ontem entrar em greve por tempo indeterminado. Eles exigem reajuste salarial e melhorias nas instalações dos campi da universidade em Sergipe. Enquanto isso, os professores da rede estadual prometem retornar às atividades amanhã, após uma paralisação de três dias.

Recorte de jornal

Publicado no jornal O Estado de Sergipe em 26 de junho de 1910

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais