Violência sem precedentes

0

A violência cresce de forma acelerada e sem controle. O cidadão assiste atônito à ousadia dos criminosos, ao mesmo tempo em que se tornam cada vez mais corriqueiros os crimes com motivações pessoais ou sem sentido. A assustadora explosão da violência é justificada pelas autoridades por inúmeros problemas, mas estas mesmas autoridades a tratam com descaso. É frágil a segurança pública, com policiais despreparados e, em muitos casos, corruptos. Nosso sistema carcerário é ineficiente e temos ainda a conhecida impunidade que, apoiada por leis inadequadas à realidade, permite que assassinos desfrutem da liberdade como cidadãos comuns. A impressão que se tem é que tudo virou motivo para matar. A sensação de impunidade assusta aos cidadãos de bem que, sem alternativa, se enclausuram em suas casas, enquanto os bandidos circulam normalmente a procura da próxima vítima. Aonde iremos chegar?

Eleitor convocado

 

Os eleitores que não votaram nem justificaram a ausência à urna nas três últimas eleições têm até o próximo dia 16 para regularizar a sua situação nos cartórios eleitorais. Se os eleitores não resolverem suas pendências com a Justiça Eleitoral até o final deste prazo, podem ter o título de eleitor cancelado. Estão desobrigados de regularizar o título aqueles para quem o voto é facultativo. Assim, maiores de 16 e menores de 18 anos, analfabetos e maiores de 70 anos não precisam ir aos cartórios. O eleitor que tiver o título eleitoral cancelado não pode se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função pública ou neles tomar posse.

 

Crise não assusta

 

A rede de supermercados Wal-Mart, da qual faz parte o supermercado Bompreço, investirá R$ 450 milhões na abertura de 30 lojas na região Nordeste neste ano. Atualmente, são 138 lojas nos nove Estados nordestinos. Segundo o site Globo.com, esse projeto faz parte do plano de investimento anunciado em agosto de aplicar R$ 1,6 bilhão no Brasil neste ano, com a inauguração de 90 unidades. A empresa não detalhou quantas unidades abrirá com cada uma das suas seis bandeiras usadas no Nordeste.

 

Curso para empresários

 

A Federação das Indústrias do Estado de Sergipe promove hoje o Curso de Tributos e Incentivos Fiscais no Comércio Exterior. O treinamento faz parte do Programa de Capacitação Empresarial para aprimoramento técnico-gerencial de pessoas que atuam ou pretendem atuar na área de comércio exterior. O curso tem o objetivo de transmitir orientações básicas, relativas à adequada utilização dos benefícios fiscais e financeiros deferidos às exportações e importações no Brasil.

 

Mais energia


O consumo de energia elétrica no período de janeiro a fevereiro de 2009 atendido pela Energisa atingiu 333,100 gigawatts-hora (GWh), o que significa um crescimento de 11,50%, e uma receita bruta de venda de 106,70 milhões de reais, 1,20% inferior sobre ao mesmo período de 2008. O consumo comercial registrou o maior crescimento nesse período (70,50 GWh ou +17,70%),  residencial   (118,30 GWh ou +14.,90%), outras classes  (66,40 GWh ou 10,20%), industrial   (58,20 GWh ou +3,30%), e rural (19,70 GWh ou +2,20%).

Genérico mais caro

A guerra de preços na indústria farmacêutica já leva medicamentos genéricos a serem vendidos por preços maiores do que os de marca. Em alguns casos, chegam a custar duas ou três vezes mais. É o caso, por exemplo, do antibiótico Clindal, do Laboratório Merck. A caixa de 500mg com três comprimidos é vendida por R$ 9,30. Já o genérico azitromicina sai por R$ 34,40, variação de 270%. A explicação, segundo as farmácias, é que os grandes laboratórios estão reduzindo o preço de seus produtos de marca para não perder clientes.

Páscoa ameaçada

Os comerciantes de chocolates e doces estão pessimistas com as vendas no período da Páscoa. Mais da metade deles, 51,1%, espera vender a mesma quantidade ou menos que no ano passado. E entre os que estão otimistas, o crescimento esperado é de apenas 0,58% sobre a mesma data de 2008. Apenas um quarto das lojas especializadas ampliou o quadro de funcionários para atender a clientela durante a Páscoa. É feia a crise.

 

Bem na fita

O faturamento da publicidade na internet em janeiro cresceu 23,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados do Projeto Inter-Meios. Com isso, a participação do meio online chega a 4,4% do mercado nacional. No total, o mercado publicitário brasileiro faturou 1,256 bilhão de reais, aumento de 2,1% em relação ao faturamento registrado em janeiro do ano passado.

 

Defesa do Poxim

 

O presidente da Deso, Max Montalvão, disse ontem que só vai se manifestar sobre a ação impetrada contra a Companhia pelo Ministério Público, quando a Justiça entregar a intimação judicial. O MP alega que a Estação de Tratamento de Esgoto do Conjunto Jardim está poluindo o rio Poxim. Max aproveitou para fazer um desabafo: “A Deso sempre se preocupou com a preservação dos nossos mananciais. Tanto isso é verdade que nos posicionamos contrários à implantação de um aterro sanitário no povoado Palestina, porque estudos atestaram que o projeto causaria sérios danos ambientais ao Poxim”.

 

Pedido de socorro

 

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) cobrou do governo uma ação rápida em favor dos municípios que estão sofrendo com a redução do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), como conseqüência da redução do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI). “Cerca de quatro mil municípios estão praticamente fechando suas portas porque não conseguem recursos sequer para arcar com sua folha de pagamento, quanto mais para executar obras de infra-estrutura indispensáveis à população”, ressalta o senador sergipano.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais