Você valoriza as regras de civilidade?

0
O comportamento de fofoqueiro é grosseiro.

Para entender melhor sobre regras de civilidade, deve-se colocar o ser humano em primeiro lugar, exercendo o respeito e consideração para com o outro. Numa relação social, o comportamento com atitudes positivas irão beneficiar a ambos. É importante utilizar a cortesia para entender como devemos proceder com as outras pessoas. Lembrar-se da célebre frase: “Não faça com o outro o que não gostaria que fizesse com você" .

Desejamos ter os mesmos direitos e para isso temos deveres; desejamos ter paz e para isso devemos evitar brigas e ter atos de compreensão e igualdade. Aí vão algumas regras de civilidade para esclarecer a importância do respeito mútuo:

1 – No restaurante evite usar o celular. Dê importância maior a quem está ao seu lado. Gargalhadas e manifestações exuberantes afetam aos que estão presentes. Não se penteie, assue o nariz ou limpe os dentes com palitos, língua ou unhas. Vá ao banheiro para isso. Não coloquem bolsa sobre a mesa, pois denota falta de higiene. Não cumprimente um amigo estendendo-lhe a mão, mas se ele o fizer corresponda.

2 – Não estacionar em vagas para deficientes, idosos ou em locais de acesso a cadeirantes. Não parar em fila dupla; respeitar a faixa de trânsito; respeitar a faixa de pedestre; não fechar cruzamentos; não roubar a vaga de quem está estacionando; não sair com o carro quando o semáforo que estava em outra via acabou de fechar. Alguns motociclistas são campeões dessa infração, sempre apressados e querendo vantagem. Não jogar objetos para fora do carro. Vejo isso com frequência, desde papéis até latas e fraldas descartáveis.

3 – Evitar ruídos. Som alto das casas, bandas, buzinas. O decreto 5.412/85 estabelece níveis máximos de ruído, de acordo com o zoneamento da cidade e o horário. De 7h às 22h até 70 decibéis. De 22h às 7h até 60 decibéis.

4 – Em viagens conjuntas, preocupe-se com os companheiros, fazendo movimentos suaves para não mexer com a poltrona vizinha. Tem pessoas que chutam, mexem e agarram as poltronas alheias, alguns chegam a tirar os sapatos, assuar nariz, falar alto e ter conversas indesejadas.

5 – No trabalho, evitar pegar os objetos de uso do colega. Escutar o som do computador se desejar, somente com o fone de ouvido.  Não relatar sua vida pessoal, conversar pouco e em baixo timbre. Tentar ajudar aos colegas nos serviços e não critica-los. Escuto muitas críticas nos ambientes de trabalho e são poucos os préstimos e os elogios.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários