Blogs

Odilon Machado

Professor emérito da Universidade Federal de Sergipe, onde foi chefe do Departamento de Física e Diretor do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia. Vem colaborando como articulista com o Jornal de Sergipe, Gazeta de Sergipe, Jornal da Cidade e o Correio de Sergipe. É autor do livro de crônicas “Despercebido, …mas não indiferente”, e outros trabalhos de interesse acadêmico.

Coitado do Mito!

Fala a prece distante: “Cada dia com sua agonia”. Sem qualquer “desagonia”, gorjeiam alguns cronistas paroquiais que o Presidente Bolsonaro está abandonado em Sergipe, agoniado sem arrimo de eventuais apoios, na próxima campanha…

Dois temas; todos equivocados!

1. Um pouco de quase nada! De repente, eis que se passaram mais de quatorze anos. Estou aqui na Infonet desde 21 de junho de 2007, quase todas as semanas contribuindo com um texto. Anima-me, sobremodo, mexer com os…

Até quando?

Alguém poderá fazer essa pesquisa. O último e maior processo penal da humanidade foi aquele encetado pelos aliados vencedores da 2ª Grande Guerra contra seus vencidos os nazistas, vivos ou mortos. Quantos foram em Nuremberg os…

Hic non sunt draconis

Uma amiga minha conta sempre uma historinha que acaba assim: - “Todo mundo é bom, só meu capote não aparece”. Não sei se o motivo vem de causa distante, tempo em que as pessoas exibiam capotes lustrosos, ornados de dragonas de fitilhos,…

Em tempos medíocres.

José foi pros Estados Unidos. Juntou dinheiro, trocou em dólar, escondeu numa pochete e enfiou na cueca, tentando ocultar de eventual assaltante. Nada tinha que esconder, embora tudo tivesse a temer. O dinheiro fora ganho, ajuntado…

Haja matéria para espanque!

Quando as tropas do General Mourão Filho cruzaram o Rio Paraibuna, divisa entre Minas Gerais e Rio de Janeiro, o Governo do Presidente João Goulart  desabou como um castelo de cartas. Aquele grupamento não era um exército, era um…

Sinal dos tempos

Foram duas manifestações notáveis: a do Sete de Setembro, já me referi, no texto anterior; um oceano de gente, jamais acontecido em comemoração do Dia da Pátria. Não, não foi aquele cabotino, “Grito dos Excluídos”, hoje tão esvaziado que…

Uma inutilidade muito bela?

Foi somente uma inutilidade muito bela? As comemorações do Sete de Setembro foram as mais belas que assisti nas últimas sete décadas. Eu sou do tempo em que o Governador do Estado desfilava em carro aberto para a solenidade de…

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais