10° edição do Projeto Temporada na Casa Rua da Cultura

0
(Foto: Divulgação)

A Casa Rua da Cultura vai iniciar a 10° edição do Projeto Temporada que vai de 5 de setembro à 30 de novembro. São cinco espetáculos sendo apresentados de sexta à domingo durante três meses. Apenas o espetáculo Piano e pedras em tempo de guerra estreará no dia 14 de setembro. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Informações pelo (79) 3021-6580.

Espetáculos

A Lição
Todas as sextas-feiras
Horário: 20h

Senhora Dos Restos
Todas as sextas-feiras
Horário: 21h

Nó Sem Fim
Todos os sábados
Horário: 19h

Cabaret Dos Insensatos
Todos os sábados
Horário: 21h

Piano e Pedra Em Tempo De Guerra
Todos os domingos
Horário: 20h

A lição

A montagem de um dos mais importantes clássicos do Teatro do Absurdo pela Cia. de Teatro StultiferaNavis tem como foco principal a disputa do poder em cana. A informação, a juventude e a força do proletariado de encontram nesta história onde os relacionamentos dos personagens mudam a partir das suas necessidades. Aluna, professor e governanta se revezam em momentos de sedução a repulsa levando-os a um desfecho surpreendente.

Cabarét dos insensatos

A concepção vem dos desconhecidos poemas de Bertolt Brecht, misturados com textos eróticos de Jean Genet. Os textos abordam a sexualidade de forma natural e desmistificada o conceito de Cabaret. Trás ao cabaret, uma concepção de cortiço e ao mesmo tempo as antigas casas de shows. O espetáculo, feito pela Cia. de Teatro StultiferaNavis, se inicia na praça, com apresentação do messie, dono do Cabaret, chamando o público para participar do evento.
Entretanto, é infernizado por um menino que quer entrar a qualquer custo no Cabaret, até que consegue driblar o messie e chama o público para entrar no espetáculo. E uma vez lá dentro, o público assiste as cenas que acontecem de forma itinerante e simultânea. O espetáculo ganhou no Prêmio Capital 2011, de melhor espetáculo, melhor ator e melhor direção.

Nó Sem Fim

"Em uma cela de cadeia duas pessoas se encontram, um senhor pobre que acaba no mundo do crime por pura necessidade e um jovem garoto rico que acaba sendo preso por dirigir drogado. O que eles descobrem na cela é muito mais do que um simples dia na delegacia, ou uma simples coincidência. Eles tem muito mais em comum do que eles mesmos imaginam."

Senhora dos Restos (Monólogo)

Dos Restos do Mercado Municipal sobrevive uma velha, conhecida como Senhora dos Restos. Abandonada há anos, ela tem se tornado atração da cidade por ser a única que consegue ver a cidade com lucidez. A Senhora dos Restos é a representação viva da miséria, do abandono, da marginalização. É a porta-voz dos despossuídos, que questiona o crime, o amor, a vida. Através de sua história somos guiados para um mundo desconhecido, o mundo dos miseráveis, que são privados de qualquer e todo tipo de direito. A Senhora dos Restos nos leva a uma reflexão sobre o que é viver em sociedade, e sobre a nossa participação na forma que ela é construída, marginalizando, oprimindo, destinado pessoas aos restos.

1968: piano e pedras em tempo de guerra

Espetáculo cênico musical, inspirado na peça “A lira dos vinte anos”, de Paulo Cesar Coutinho.

Escrita em1984, o texto da peça A lira dos vinte anos, de Paulo Cesar Coutinho, retrata os idos de 1968, quando um grupo de jovens egressos do curso de história, decidem fazer a sua própria história, engajando-se na luta armada, contra o regime militar instaurado no Brasil, em 1964. São cinco jovens na faixa dos dezoito anos, sonhadores e idealistas, oriundos de classe média e alta que, inconformados com os rumos que o nosso país estava tomando, decidem entrar na guerrilha, lutando por um país mais justo para o povo,enfrentando os militares num momento complicado da história do nosso país, no ano em que o então presidente da república, fecha o congresso nacional e transforma o governo totalitarista, centralizando o poder, com o apoio dos militares que perseguia, prendia, torturava, exilava e matava, que se posicionasse contra a situação.

Fonte: Casa Rua da Cultura

Comentários