Live discutirá moda, identidade e criação audiovisual

0
Diretor criativo, fundador da Dendezeiro e colaborador da FFW, Hisan Silval (Foto: Divulgação)

Ao longo do período da pandemia, o campo da comunicação e audiovisual tem buscado trilhar novos caminhos através do processo criativo e das interseccionalidades entre os diversos segmentos. E foi pensando nessa relação, que a produtora de Cinema e vídeo genuinamente sergipana, Rolimã, idealizou a Live “Moda, identidade e criação audiovisual”, a ser realizada na segunda-feira (18), às 19h, na plataforma digital Instagram, como forma de valorizar a inovação, o respeito à diversidade e a cooperação, como inspirações para transformar a realidade do audiovisual de Sergipe através do cinema.

O bate-papo virtual contará com a diretora e figurinista, Luciana Oliveira, e o diretor criativo, fundador da Dendezeiro e colaborador da FFW, Hisan Silva. “Estamos vivendo um grande momento para o audiovisual e a comunicação, onde conseguimos visualizar o desenvolvimento de uma nova forma de linguagem, e é importante que todas as pessoas tenham acesso ou propriedade nessa nova forma de se comunicar. Então, é muito importante a gente discutir sobre audiovisual, moda, discutir sobre imagem e criatividade dentro desse parâmetro, porque é a nova linguagem, a nova revolução, por isso é necessário que esse debate seja cada vez mais fortalecido”, destacou Hisan.

Coidealizadora da Egbé, Luciana Oliveira (Foto: Divulgação)

Para Luciana Oliveira, que também é coidealizadora da Egbé – Mostra de Cinema Negro de Sergipe- o encontro virtual visa apontar para novas possibilidades através de um diálogo com o público, dentro da perspectiva de criação de moda e seus diversos recursos. “Será uma live muito importante para pensar como a moda e o ato de criar imagens para a moda, através do Audiovisual é um lugar de muita responsabilidade e ética. Pensar construções de imagens voltada para uma moda que pensa nas pessoas, em suas diversas identidades é algo que prezamos muito no trabalho que fazemos na Rolimã Filmes”, concluiu a diretora.

A Rolimã Filmes desenvolve e produz conteúdos audiovisuais para cinema, televisão e web. Entre os materiais produzidos estão os curtas-metragens, “O Corpo é Meu” (2014) de Luciana Oliveira, “Cem Aplausos” (2015) de Anne Samara, “Toda Espera é Pouca” (2016) e “Farinhada” (2019) ambos dirigidos por Manoela Veloso Passos, “Clandestino” (2017) e o média-metragem “Os Molas” (2017), ambos dirigidos por Baruch Blumberg, o Fashion Film “Las Chicas” (2019) e “Preta Boho” (2020), dirigido por Luciana Oliveira. Além de ações formativas através da Cacimba de Cinema e Vídeo, oficinas e outras produções. O Vem de Sergipe é um projeto selecionado no Edital de Economia Criativa do Sebrae Sergipe

Live Moda, identidade e criação audiovisual

Data: 18-01

Horário: 19h

Local: Instagram @rolimafilmes

Fonte: Assessoria

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais