Artista paranaense expõe em Aracaju

0

release

“Uma arte narrativa onde pessoas estão sendo ocupadas, preocupadas, pessoas anônimas quase sempre em movimento. Suas figuras podem parecer fortes impondo pela forma e posição que ocupam na tela e por cores mais pesadas, ou pela sua fragilidade. Às vezes agressivas, ou apenas presentes, mas esteticamente envolventes, determinadas por linhas sinuosas. (…) Sua pintura é impossível de passar desapercebida, como se os seus personagens estivessem lá, na tela, nos convocando para observá-los também.” Assim o crítico de arte Nery Barbosa, de Curitiba (PR), comenta o trabalho de Eloisa Azevedo, artista plástica paranaense que apresenta seus trabalhos pela primeira vez em Aracaju na exposição “Vozes do Sul”, que será aberta no dia 13 de julho, quarta-feira, na Galeria de Artes do Espaço Cultural Yázigi.

Eloísa nasceu em Curitiba, onde fez diversos cursos de desenho e obteve graduação em pintura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. É pós-graduada em Suporte Científico e Práxis em Artes Plásticas pela PUC de Porto Alegre (RS). Participou de diversas mostras e salões no sul do país, foi premiada no 42° Salão Paranaense (85) e recebeu o Prêmio “Jornal do Comércio” no 38° Salão de Pernambuco (85), entre outros. Sua primeira exposição coletiva aconteceu em 85, na Sala Miguel Bakun, em Curitiba. No mesmo ano fez sua primeira exposição individual na Casa da Cultura de Florianópolis. Depois disso apresentou seus trabalhos em diversos espaços de arte em Curitiba, como na Galeria Vanguarda e no Solar do Rosário, entre outros. Sua última individual foi realizada no Pub Café Jokers, em 2003.

A exposição terá 17 telas da fase atual da artista e outras de fases anteriores, pertencentes a uma coleção particular. Para Adalice Oliveira, professora da Universidade Federal do Paraná e crítica de arte, os personagens de Eloísa “nos desafiam com seu olhar, inquirindo-nos sobre o destino do ser humano e o por quê de tudo”. No início da carreira, seu trabalho trazia fortes influências dos vigorosos códigos visuais da pop-art, das histórias em quadrinhos e dos posters. Atualmente, seu universo mostra-se mais suave e nostálgico, mergulhado no sonho. Indagada sobre seu trabalho, a artista declara que anda “em crise com os ‘discursos’, pois as imagens são discursos, sem palavras”.

“Vozes do Sul” estará aberta ao público a partir das 20h do dia 13 de julho e pode ser visitada até dia 12 de agosto, de terça a sexta-feira, das 14h às 20h. A mostra conta com o apoio do Rapidão Cometa, Gráfica Triunfo, Tequila Café, Restaurante Mãe Preta e Yázigi Internexus.

O Espaço Cultural Yázigi fica na Rua Vereador João Calazans, 494, Praia 13 de Julho.

Contatos:

Em Aracaju (a partir de 11/07): 3227-2913 e 9132-7042, com Marlene

Comentários