Conservatório de Música promove live com o trombonista Gilmar Chaves

0
A palestra será gratuita, aberta ao público, e será mediada pelo professor Bruno Duarte (Foto: divulgação)

O Conservatório de Música de Sergipe realizará, na próxima quinta-feira, 20, uma palestra online com o renomado trombonista Gilmar Chaves. A transmissão acontecerá a partir das 18h, e o link de acesso estará disponível na Bio do Instagram @conservatoriosergipe e @brunoduartebone no dia do evento. A palestra será gratuita, aberta ao público, e será mediada pelo professor Bruno Duarte.

Gilmar Chaves começou seus estudos musicais em 1993 em Pernambuco, com o professor Geovani Pacheco. Já lecionou na Academia de Música da Bahia, Escola de Música da FUNCEB e na Rumpilezz.

Acompanhou dezenas de artistas como: Gilberto Gil, Caetano Veloso, Zeca Pagodinho, Carlinhos Borwn, Ricardo Chaves, Ivete Sangalo, entre outros, em shows e gravações. Atuou como primeiro trombone na Orquestra Sinfônica da Faculdade Estadual de Londrina e atua (como aluno) na Orquestra Sinfônica da UFBA.

Atualmente está cursando Bacharelado em Trombone na UFBA, com o professor doutor Lélio Alves, e é o primeiro trombone na Orkrestra Rumpilezz, Orquestra Afro-Sinfonica, Sanbone Pagode Orquestra e Banda Skanibais.

Aulas não presenciais

Para além dessa palestra, o Conservatório de Música de Sergipe retomou, desde o dia 6 de julho, as aulas não presenciais, que estão sendo realizadas através de várias plataformas, como Google Classroom, Google Meet, entre outras. “Essas aulas estão acontecendo de maneira satisfatória. Temos visto uma grande interação dos alunos. A gente sabe que a música é algo que alivia bastante neste momento em que estamos vivendo uma pandemia. Então é muito bom estarmos oportunizando as aulas para os alunos”, disse o diretor do Conservatório, professor Heitor Mendonça.

Na página do Facebook da unidade de ensino (https://www.facebook.com/conservatoriodemusicadesergipe) também estão sendo postados links com aulas do Curso de Teoria Musical, ministrado pelo professor Diego Lima.

 

Fonte: Seduc

Comentários