Nino Karvan lança 5º álbum da carreira ‘Elogio do Amor’

0
Álbum será lançado no dia 24 de setembro em todas as plataformas. (Foto: Divulgação)

O cantor e compositor Nino Karvan lança seu novo álbum, Elogio do Amor, no dia 24 de setembro em todas as plataformas digitais pela produtora e gravadora Kuarup. O disco traz parcerias com o músico Chico César, o poeta e dramaturgo inglês Willian Shakespeare, os poetas Jeová Santana e Gilton Lobomalém do cantor e compositor Marcos Vilane.

Concebido e produzido durante a pandemia o quinto projeto autoral de Nino Karvan traz 12 canções, algumas delas mais antigas do seu repertório, outras bem novas, à exemplo da faixa A Gente, parceria e dueto com Chico Cesar. A letra fala sobre uma das lições desses momentos difíceis de que é preciso “descer do salto” e perceber que a falta denempatia, a prepotência e a arrogância impedem o desenvolvimento humano e que, calar-se diante disso, é contribuir com a barbárie.

Nino Karvan traduziu e fez uma livre adaptação do Soneto XVIII de Willian Shakespeare, que resultou na canção A Poesia e a Eternidade, uma balada com tons românticos e com um solo de guitarra assinado pelo guitarrista pernambucano Fred Andrade. Outras parcerias do disco são as canções Permitido, em colaboração com o cantor e compositor baiano, radicado em São Paulo, Marcos Vilane além de O Azul, o Cinza, o Verde e o Amarelo e Quando o Mundo Voltar a Existir, canções criadas com os poetas sergipanos Gilton Lobo e Jeová Santana, respectivamente. Outra participação no álbum é a do cantor, guitarrista e compositor Júlio Andrade, o Julico da banda The Baggios, cantando com Nino e tocando também sua guitarra blueseira no rock baião As Plantas Não Fazem Self.

As letras do projeto falam do amor em suas mais variadas vertentes, inclusive sobre a falta de amor e a indiferença. Falam também das buscas e reflexões da alma humana sobre o significado da existência e da necessidade do autoconhecimento através de uma jornada interior. Há também um conteúdo político forte em algumas letras. Musicalmente falando, o disco flerta com o folk e o rock, mas tem em sua essência, a marca dos violeiros e repentistas do cancioneiro romântico nordestino.  Nino Karvan assina a direção musical e artística do projeto que foi realizado graças aos recursos da Lei Aldir Blanc, via FUNCAP/SE.

Fonte: Kuarup Música

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais