O PESADELO

0

(Boogeyman). EUA/Alemanha/Nova Zelândia, 2005. Direção de Stephen T. Kray. Roteiro de Eric Kripke, Juliet Snowden e Stiles White, baseado em estória de Kripke. Produção de Daniel Carrillo, Hans Jurge Pohland, Sam Raimi e Robert G. Tapert. Música de de Joseph Lo Duca. Direção de Fotografia: Bobby Bukowski. Desenho de Produção: Patrícia Devereaux e Robert Gillies. Edição: John Axelrad. Cia. Produtora: Ghost house Pictures, Senator International, Pacific Renaissance para a Screem Gems Inc. Distr. no Brasil: Europa Filmes. 86 min, 14 anos. Elenco: Barry Watson, Emily Deschanel, Skye McCole Bartusiak, Lucy Lawless, Tory Musset, Robyn Malcolm, Charles Mesure, Louise Wallace, Michael Saccente, Philip Gordon, Andrew Glover.

Gênero: Terror

Sinopse – Tim Jensen cresceu em uma casa aparentemente mal-assombrada, o que fez com que crescesse cheio de traumas de sua infância. Em uma tentativa de eliminá-los de uma vez por todas, ele aceita retornar à casa onde cresceu para saber se os seres que tanto o atormentaram no passado são verdadeiros ou apenas fruto de sua imaginação.

Apreciação – Aparentemente, uma refilmagem de um antigo (dos anos 80) filme de terror, classe B, chamado “Boogeyman”. A versão de agora se insere na linha “casa assombrada”, é assinado por diretor desconhecido e com interpretações anônimos. Dura apenas 86 minutos e tem aparência de filme produzido para o mercado de vídeo e lançamento em televisão. Chega aos cinemas no Brasil por conta da bagunça do nosso mercado, que consome todo lixo procedente dos Estados Unidos.

Fique de Olho – Em Lucy Lawless. Há vinte anos era uma jovem de futuro no cinema, o que não se confirmou, porém. Ela faz o papel de Mary Jansen.

Comentários