Propriá receberá palestra sobre registro digital de empresas

0
Os interessados devem acessar o site da Jucese e se inscrever gratuitamente (Foto: divulgação)

Sempre preocupada e atenta em capacitar os seus usuários, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese), em parceria com a Prefeitura Municipal de Propriá, realizará a palestra “Registro Empresarial: sistema Agiliza 100% digital” na cidade de Propriá, no dia 30 de agosto. Os interessados devem acessar o site da Jucese e se inscrever gratuitamente.

Focada nos profissionais da contabilidade – principais responsáveis pelo registro de empresas na Jucese -, a capacitação acontecerá na Câmara Municipal de Vereadores de Propriá – localizada na Avenida Pedro Abreu de Lima, s/n, Centro -, a partir das 9h.
Na oficina, os participantes conhecerão mais detalhes do projeto “Jucese 100% Digital”, vendo o passo a passo para registrar (abertura, alteração, baixa) uma empresa totalmente online, através do uso de certificado digital e-CPF dos empresários. Além disso, os participantes ficarão por dentro de todos os benefícios do digital: serviço disponível 24 horas por dia, sete dias por semana; segurança; redução de custos e tempo; entre outros.
 “Até o momento, já realizamos seis turmas da palestra sobre a “Jucese 100% Digital” com a intenção de deixar os profissionais da contabilidade cientes de como será a abertura, alteração e baixa de empresas a partir de 1º de setembro. E, após um pedido da Prefeitura, que é nossa parceria na manutenção do Escritório da Junta Comercial em Propriá, vamos ministrar a capacitação no município também”, afirma o presidente da Jucese, Marco Freitas.
A palestra será promovida em Propriá através da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo da Prefeitura Municipal. “Vimos que a Jucese fez a palestra em Lagarto (e em outras cidades), então, nos interessamos também em trazê-la para cá, pois temos uma demanda de contadores e é necessário que eles estejam sempre por dentro das novidades relacionadas ao registro de empresas”, afirma o secretário da pasta, José Manoel Nunes.
Fonte: Jucese

 

Comentários