39 presos tentam fugir da Delegacia Plantonista

0

(Foto: Arquivo Portal Infonet)

Na manhã desta segunda-feira,18, o delegado da coordenadoria de Polícia Civil da capital (Copcal), José Inephânio de S. Cardoso, confirmou que presos custodiados na Delegacia Plantonista tentaram uma fuga em massa.

De acordo com o delegado, atualmente a delegacia possui a custódia de 39 presos. “Os presos se aproveitaram de um momento em que um policial abriu a grade para a soltura de um deles e tentaram empurrar a grade para fugir”, diz José Inephânio.

Na tentativa de fuga, os presos tentaram render os policiais. Houve reação e um dos custodiados foi baleado. O preso ferido foi encaminhado para o Hospital de Urgência e Emergência de Sergipe (Huse). O estado de saúde e a identificação do preso baleado ainda não foram divulgados.

De acordo com o Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol), Antônio Moraes, o problema em manter presos em delegacia é recorrente e grave. “O problema em manter presos em delegacias é que atrapalha a investigação criminal e o atendimento ao público. Essa é a função do Policial Civil e não tomar conta de presos. Infelizmente os colegas estão temendo ter que levar um dos presos a óbito e serem execrados pelos direitos humanos. Os presos devem estar na custódia do sistema prisional”, analisa o presidente sindical que aponta a falta de medidas para acabar com essa pratica.

“ Estamos no caminho da desgraça. Já há uma decisão da Justiça para retirar os presos das delegacias. Parece que a Secretaria da Segurança Pública (SSP) brinca com um assunto tão sério. Virou a ‘Casa da Mãe Joana’ e ninguém toma atitude. Estou cansado porque fico parecendo chato ao cobrar uma posição, mas o problema de presos em delegacias é ruim para o preso, para o policial que não consegue fazer bem o seu trabalho e para a população em torno das delegacias”, ressalta Moraes.

Por Kátia Susanna

Comentários