A grande festa na Kaza da Imaginação

0

Festa que se preze deve ter um bom motivo. E o que não faltou foi motivo para a comemoração realizada pelos integrantes da Companhia Teatral Kaza da Imaginação, na noite de ontem, dia 9, no Cultart. Os atores Guil Costa, Tânia Maria (ex-Sevla) e o diretor Raimundo Venâncio estão radiantes com os prêmios que receberam no IX Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, no Ceará, pela peça Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. “Foi muito gratificante sairmos do Estado para representar, pela primeira vez, Sergipe em um festival nordestino. Também é a primeira vez que uma produção sergipana é classificada no festival. Então, estamos felizes e convencidos de que representamos muito bem a nossa terra, tanto que trouxemos o troféu Beija-Flor, de melhor espetáculo do júri popular, e o troféu Coelce, de destaque do festival”, explica Guil Costa. A história do espetáculo, que foi escrita pelo próprio diretor – Raimundo Venâncio – é a respeito de dois artistas que se apresentam em uma praça e disputam o posto de quem é o maior conhecedor de folclore. Com esse enredo simples, os atores têm a possibilidade de explorar com muito humor e didatismo os elementos que formam a cultura popular. O resultado não poderia ser melhor. “É um espetáculo leve e divertido, que informa, sem ser burocrático. A direção é segura e os atores dão um show de entrosamento e interpretação”, elogia o jornalista e ator Alan Cardoso, um dos convidados da noite de comemoração. Várias personalidades também estiveram no Cultart para prestigiar o evento, como Amorosa, Nino Karva, Isaque Galvão, Mingo Santana, Suyene Correia, entre outros. Além da apresentação da peça, os integrantes da Kaza da Imaginação também organizaram um estande com todas as matérias que saíram nos jornais sobre o seu trabalho, exibiram os vídeos das entrevistas concedidas para vários canais de televisão e também expuseram os troféus recebidos. “Essa é a nossa forma de mostrar para as pessoas que vale a pena lutar pela cultura sergipana, apesar de todas dificuldades”, avalia a atriz Tânia Maria. Por Fernando Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais