Abrigados em hotel pedem ajuda ao governo

0

Famílias devem deixar local até o dia 24 de acordo com decisão da justiça
Representantes das 250 famílias que ocupam um hotel abandonado na avenida Poeta Mario Jorge Menezes Vieira, no bairro Coroa do Meio se reuniram na manhã desta quarta-feira, 16, com o chefe de gabinete da Secretaria de Articulação Política e Assuntos Institucionais do Governo do Estado para solicitar ajuda por conta da ordem de despejo expedida por meio de decisão judicial na próxima quarta-feira, 23.

Além disso, Eles fizeram solicitações de moradia para as famílias abrigadas no imóvel e para as 150 famílias que vivem num galpão na rua Acre, no bairro Siqueira Campos.

De acordo com uma das coordenadoras do Movimento dos Trabalhadores Urbanos (MOTU), Núbia Santana, o chefe de gabinete ficou de passar as solicitações para o secretário Francisco Santos. “Ele nos ouviu e anotou as preocupações e irá fazer contato para ver de que forma pode ajudar, seja com o governo municipal ou com o Estado”, disse.

Segundo o chefe de gabinete da Secretaria de Articulação Política do Governo de Sergipe, Cesário Silva, os quatro representantes do MOTU pediram um encontro com o secretário que atendia a outros compromissos. “Eles vieram com uma preocupação muito grande, pois a liminar que pede a reintegração de posse do imóvel que as famílias estão ocupando vence no próximo dia 24”, contou.

O representante do governo disse que irá passar as solicitações ao secretário para o governo analisar de que forma pode ajudar. “Eles querem o apoio por parte dos governos municipal e estadual para criar um canal onde será discutida uma resolução para os problemas das famílias. Inicialmente da liminar e em médio prazo para a criação de moradias paras essas 250 famílias que estão ocupando o imóvel e para as 150 famílias que estão no galpão da rua Acre. Agora vamos passar o que foi conversado para o secretário e ver de forma poderemos ajudar”, afirmou.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais