Acusado de mandar matar taxista é colocado em liberdade

0
O taxista Adelmo Rocha Júnior foi morto no dia 4 de março (Foto: Internauta)

A juíza de Direito, Isabela Sampaio Alves da 1ª Vara Criminal de Socorro, concedeu alvará de soltura a Leônidas Silva dos Anjos, presidente da Cooperativa de Transporte Alternativo de Passageiros de Nossa Senhora do Socorro Ltda (Coopertalso).

Leônidas é acusado de ser o mandante do assassinato do motorista de táxi lotação, Adelmo Rocha Júnior, crime ocorrido no conjunto Marcos Freire II em Nossa Senhora do Socorro. Segundo a juíza, a liberdade foi concedida  “não havendo, por ora, provas acerca do envolvimento de Leônidas Silva dos Anjos”.

Em sua decisão, a juíza converteu ainda a prisão temporária em preventiva de Gustavo Vitorio de Oliveira [acusado de ser o autor dos disparos que causaram a morte da vítima] e Heryckson Douglas Batista de Jesus [acusado de ter promovido a fuga de Gustavo Vitório].

Relembre

O motorista de táxi lotação inicialmente identificado como Adelmo Rocha Júnior foi executado a tiros no dia 4 de março no conjunto Marcos Freire II, em Nossa Senhora do Socorro. De acordo com informações da 1ª Companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar, o taxista estava com alguns passageiros e um deles deflagrou os disparos.

Populares informaram à PM que um táxi lotação da Barra dos Coqueiros teria dado fuga aos suspeitos.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários