Adema dá 24 horas a Fafen para explicar possível vazamento de amônia

0
A Adema estipulou o prazo de 24 horas para receber informações a fim de se esclarecer as razões que levaram moradores do povoado Bom Jesus, em Laranjeiras, onde está situada a Fafen, a passarem mal (Foto: divulgação)

A Administração do Meio Ambiente (Adema) notificou na tarde desta terça-feira, 05, a Fábrica de Fertilizantes (Fafen) a prestar explicações sobre o possível vazamento de amônia durante o processo de hibernação da fábrica, na última sexta-feira, 01 . A Adema estipulou o prazo de 24 horas para receber informações a fim de se esclarecer as razões que levaram alguns moradores do povoado Bom Jesus, em Laranjeiras, onde está situada a Fafen, a passarem mal.

Em vistoria à sede da Fafen, na manhã desta terça-feira, 05, equipes da Adema disseram não ter encontrado indícios de vazamento de quaisquer gases nocivos à saúde. “No local, a equipe constatou que não havia um vazamento significativo de compostos poluentes e que, consequentemente, não traria dano à população periférica”, afirma. “Contudo, foi reforçado a exigência de monitoramento dos materiais que são descartados, mantendo a proteção dos moradores do entorno e dos próprios funcionários”, completa.

Ainda de acordo com o órgão, a visita técnica ocorreu dentro dos padrões de normalidade e que nesta quarta-feira, 6, a Fafen irá elaborar um relatório específico de atividades de rotina feitas desde a última sexta-feira, 01, e encaminhar a Adema. “A Petrobrás, pode ser notificada ou multada, caso a relatório aponte que houve evasão de substâncias em maior quantidade do que a de segurança permitida”, explica. “Ou seja, a lei estabelece como de alto risco às altas concentrações a partir de 2500ppm (partes por milhão) por um período de 30 minutos”, desenvolve.

A Petrobras confirma ter recebido a notificação da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) para se pronunciar sobre o possível cheiro de amônia nas proximidades da Fafen-SE. A companhia esclarece que irá responder e prestar as devidas informações ao órgão dentro do prazo determinado. Reforça, ainda, que tomou conhecimento das reclamações ocorridas no povoado Bom Jesus, em Laranjeiras, Sergipe, e que, após medições realizadas, não foram encontradas anormalidades, como verificado em visita da própria Adema no dia (04/02). A Petrobras informa que segue realizando novas medições e verificações periódicas em suas instalações.

Por João Paulo Schneider 

Matéria alterada às 08h28 do dia 06/02 para acréscimo de nota da ascom da Petrobras.
Comentários