Adema inicia recuperação da área do mangue atingida por aeronave

0
Adema inicia hoje o plano de recuperação da área degradada do mangue na Coroa do Meio (Foto: SSP/SE)

A Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) inicia nesta segunda-feira, 10, o Plano de Recuperação da Área Degradada (PRAD) no trecho do manguezal do bairro Coroa do Meio, em Aracaju, atingido pelos destroços da aeronave que caiu no local na última quinta-feira, 6. 

De acordo com a Adema, o órgão esteve presente na autorização de picadas – aberturas feitas na mata para locomoção – e aterros na área de manguezal, medidas adotadas para que as equipes da operação conseguissem trabalhar.  

O motor da aeronave e alguns destroços ainda permanecem no local e equipes trabalham para fazer a retirada. De acordo com Gilvan Dias, presidente da Adema, ficou acertado com a Defesa Civil de Aracaju, Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), Grupamento Tático Aéreo (GTA) e Polícia Federal (PF) de fazer a compactação do terreno nesta segunda-feira. 

“Não foi possível recolher o motor da aeronave ontem por conta da janela que tínhamos até às 12h30 devido a tábua da maré. Após o recolhimento do possível último componente eletrônico, a Defesa Civil de Aracaju com a Emsurb irá desmobilizar toda a estrutura e retirada da terra que está com a vegetação suprimida que está servindo de base compactada. Após esse processo, iniciaremos o plano de recuperação da área degradada”, explica. 

Impacto ambiental 

De acordo com a Prefeitura de Aracaju, uma das preocupações em torno da operação, foi o cuidado com o local em que o avião caiu. Por se tratar de um local de difícil acesso, para que fosse possível resgatar o corpo do piloto, foi necessário remover parte da vegetação. Por ser área de mangue, portanto, de preservação, a preocupação foi causar o menor dano possível. Para tanto, a operação foi acompanha pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema).

Com a iminência da conclusão da operação, a Sema fará uma análise da área e, caso seja necessário, será realizada a recomposição do mangue, de forma gradativa.

Por Karla Pinheiro com informações da Adema e PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais