Advogado entra com ação para suspender retirada de famílias de loteamento

0

Famílias reunidas com representantes de Socorro (Foto: ANS Socorro)
Famílias do loteamento Cajueiro, no São Braz, localizado no conjunto Marcos Freire II, em Nossa Senhora do Socorro estão apreensivos com o recebimento de uma intimação da Justiça para que saiam de suas residências. Cerca de 100 famílias devem desocupar a área em um prazo máximo de 30 dias.

Para tentar barrar a liminar, a Prefeitura Municipal de Nossa Senhora do Socorro, através da procuradoria do município, tenta resolver a situação tomando as providências administrativas. 

O advogado Gilson Vasconcelos, que está à frente da causa em defesa dos moradores, informa que já entrou com um pedido de suspensão da ação, que pede a saída das famílias do loteamento. “Entramos com um pedido de suspensão de 90 dias na 2ª Vara da Comarca de Socorro e também contatamos o advogado que entrou com a ação para tentar reaver a posse do loteamento”, diz

Caso

De acordo com o advogado Gilson Vasconcelos, a questão envolve um processo de herança onde uma pessoa tinha posse deste loteamento, o dividiu e vendeu para a população. “O irmão dessa pessoa entrou com uma ação dizendo que também tinha direito. O processo teve inicio em 2003 e foi concluído este ano, sendo que ficou decidido na Justiça que essa pessoa tinha direito as terras”, informa o advogado.

Comentários