Agentes da saúde de São Cristóvão continuam afastados

0

O desembargador de São Cristóvão, Osório Ramos, concedeu efeitos suspensivos à liminar concedida pelo juiz Manoel Costa Neto que estabelecia um prazo de 15 dias a reintegração dos agentes de saúde do município afastados há dois anos. O prazo terminou nesta terça, 19.

“A prefeitura de São Cristóvão recorre da decisão judicial desde o dia 22 de janeiro. A gestão não tem condições de convocar esses agentes porque já temos muitos funcionários efetivos e há um limite de verbas investidas pelo município. Vamos propor um remapeamento da Secretaria Municipal de Saúde a fim de aumentar o número de equipes e o repasse feito pela União”, explica o procurador geral do município de São Cristóvão, Fábio Feitosa, que atua na defesa da prefeitura.

De acordo com Augusto Couto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), os servidores continuarão a fazer protestos em frente à prefeitura do município. “Estamos acampados aqui desde ontem e só sairemos mediante a aprovação da reintegração das nossas atividades. Nunca imaginai que a Justiça fosse contra os trabalhadores, mas estaremos aguardando uma decisão”, disse Augusto.

Na próxima sexta-feira, 22, a categoria realizará uma feijoada em frente à sede da prefeitura. “Queremos chamar a atenção de toda a imprensa e de toda a população para nossa luta. Estamos no nosso direito”, completa o presidente do Sintasa.

O procurador Fábio Feitosa explica que o prefeito Alex Andrade vai cumprir todas as decisões judiciais. “Entramos com um recurso, mas a decisão final será do juiz e será cumprida pelo prefeito”, afirma Fábio.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais