Agentes de trânsito acusam SMTT de assédio

0

O presidente do sindicato dos guardas Ney Lúcio Foto:Portal Infonet
O presidente do sindicato dos guardas municipais e agentes de trânsito, Ney Lúcio, denuncia que os agentes da SMTT sofrem assédio para a aplicação de multas. Segundo Ney Lúcio em entrevista a um jornal diário o superintendente, Antônio Samarone, cita uma tabela onde os agentes são premiados de acordo com as multas aplicadas.

“Um exemplo é que se um agente orientar o trânsito, a exemplo de notificar uma placa que esteja colocada de maneira errada, ele recebe quatro pontos, mas se o mesmo agente aplicar uma multa recebe 15 pontos. Então isso é uma pressão para que os agentes apliquem multas”, explica Ney Lúcio.

O presidente dos guardas afirma que nesta quarta-feira, 10, entrará com ação contra a SMTT denunciando a aplicação de multas por agentes não concursados. “Essa pratica é ilegal e as pessoas que se sentirem prejudicadas podem entrar com uma ação e receber seu dinheiro de volta porque somente os guardas que são concursados podem exercer essa função”, enfatiza Ney Lúcio.

Segundo o assessor de comunicação da SMTT, Jairo Alves a denúncia feita pelos guardas não procede. “Não existe no quadro da SMTT nenhum guarda que não seja concursado aplicando multas. Nós temos supervisores que são funcionários públicos e estão no setor antes do concurso trabalhando na função”, rebate o assessor.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais