Agentes denunciam armas dentro do Cenam

0

Presidente da Renascer disse que revista não encontrou nenhuma arma
O presidente da Fundação Renasces, Gicelmo Albuquerque, informou na manhã desta sexta-feira, 8, que a denúncia de que possivelmente haveria uma arma em posse de um adolescente interno do Centro de Atendimento ao Menor (Cenam), não se confirmou. O alerta partiu do presidente do Sindicado dos Agentes de Segurança (Sindase), Eziel Oliveira.

Eziel afirmou que a denúncia foi motivada pela conversa que uma mulher teve com um taxista da maternidade Nossa Senhora de Lourdes, localizada em frente ao Cenam. A mulher comentou que o irmão, um dos internos, estaria com uma arma e que não sabia como o objeto teria ido parar com o adolescente.

Eziel afirma que direção do Cenam não acatou a denúncia
”Liguei para o Cenam e ninguém acatou a denúncia porque disseram que nós queríamos apenas chamar a atenção. Por isso o sindicato instruiu os agentes a fazer um Boletim de Ocorrência (B.O.) e um termo onde a diretoria se responsabilizaria por qualquer dano aos servidores, mas ninguém quis assinar”, comentou Eziel.

O presidente do sindicato acrescentou, ainda, que se a arma realmente estiver lá, há um erro na revista. “Já solicitamos um aparelho de Raio-X para que a revista seja mais completa, mas até agora não compraram. Infelizmente é algo que vai sendo empurrado. Tratam o Cenam como uma brincadeira”, criticou.

Arma não foi encontrada

Gicelmo afirmou que mesmo as revistas nas unidades sendo realizadas duas vezes por dia, ao tomar conhecimento do fato, pediu auxílio da Polícia de Choque para fazer a revista. “Nada foi encontrado”, garante. Segundo o presidente da Renascer, desde o dia 9 de julho foi solicitada aos agentes uma lista com equipamentos de segurança que eles necessitam, mas até o momento a relação de itens não foi entregue.

“Eles são os mais indicados pra dizer o que precisam. O que temos hoje em ordem de equipamentos foi comprado por iniciativa da Fundação”, explicou Gicelmo. Ele acrescentou que também está sendo comprado um detector de metais e ressaltou que qualquer solicitação feita pelos agentes será bem-vinda. “Todos nós trabalhamos para fazer o melhor e impedir a entrada de qualquer coisa ilícita no Cenam”, completou.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais