Agentes do Cenam e Usip paralisam as atividades

0

Agentes estão acampados em frente à unidade
Os agentes de medidas sócio-educativas do Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) e da Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (Usip) estão com as atividades paralisadas desde as primeiras horas desta sexta-feira, 14. A categoria reivindica reajuste salarial de 47%.

O presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança (Sindase), Eziel Oliveira, explica que desde 2007 a categoria pede reestruturação salarial e até o momento nada foi feito. “Enquanto policiais militares, civis e agentes penitenciários tiveram aumentos significativos nós não tivemos praticamente nenhum ganho, em 2007 recebíamos R$ 384 e hoje passou para R$ 471”, revela. A proposta do sindicato é de um reajuste escalonado de 47% até 2010.

Segundo o presidente da Fundação Renascer, Gicelmo Albuquerque, os agentes tem direito de fazer a paralisação como todo trabalhador. Mas considera a paralisação, uma “atitude irresponsável”. “Atendemos todas as reivindicações que foram feitas por eles, a única que não foi possível atender foi a questão salarial, mas já está sendo feito um estudo”, garantiu.

PM faz a segurança externa da unidade
O sindicato garante que está mantendo o efetivo mínimo de 30% dos agentes nas duas unidades. Mas, segundo o presidente da Fundação Renascer, esta quantidade é muito pequena e o sindicato estaria com isso, colocando a própria categoria em risco. “Eu temo que venha acontecer uma rebelião e se isso ocorrer vou atribuir a culpa ao sindicato”, afirma, acrescentando que as medidas legais para suspender a paralisação já foram tomadas.

Por conta da paralisação nenhuma atividade está sendo realizada com os adolescentes das duas unidades. No entanto, a Fundação Renascer garante que neste final de semana as visitas estão mantidas.

Comentários