Agentes evitam fuga em massa em Glória

0

Os agentes penitenciários lotados no Presídio Regional Senador Leite Neto, em Nossa Senhora da Glória, a 126 quilômetros de Aracaju, descobriram, no último domingo, mais um túnel por onde fugiriam cerca de 100 internos. O buraco tinha mais de quatro metros de profundidade por dois metros de diâmetro e foi o maior já encontrado pelos servidores. Em 15 dias, essa é quinta tentativa de fuga: três foram através da escavação de túneis e nas outras duas os internos tentaram Pular o muro. A descoberta foi feita por volta da 1 hora da madrugada do domingo, quando os agentes estavam fazendo uma ronda de rotina. Segundo o diretor do presídio, coronel Durvaltércio Bonfim, um dos agentes viu um preso correndo, justamente num horário em que ele deveria estar dormindo. Os demais agentes foram acionados e descobriu-se depois que os internos haviam serrado as grades que dão acesso ao raio e também da enfermaria para chegar ao túnel que havia sido escavado. Segundo o coronel Durvaltércio Bonfim, as reformas que estão sendo feitas no Leite Neto estão deixando a unidade vulnerável. Por isso ele baixou algumas determinações. A partir de agora está proibido que as companheiras dos internos durmam no presídio aos sábados, quando acontece a visita íntima. “Elas ficarão durante o dia e irão embora depois”, disse o diretor, que proibiu, também, a entrada de alimentos e embalagens. As visitas familiares continuam normalmente aos domingos, mas a visita de amigos, que era feitas às terças e quintas-feiras foram modificadas: ao invés de terem a parte interna da prisão, as pessoas ficarão no parlatório para conversar com os internos. Por Antônio Carlos Garcia

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais