Agressão: governador determina apuração

0

Radialista afirma quer foi agredido por um PM (Fotos: Portal Infonet)
O governador Marcelo Déda falou sobre a agressão sofrida pelo radialista Fred Ferreira por um policial militar. Através do Twitter, Déda deixou claro que não aceita casos de violência policial. “Conversei com o secretário João Eloy que já estava ciente do episódio. O policial será imediatamente afastado e um IPM [Inquérito Policial Militar] será aberto. O Governo de Sergipe não admite a prática da violência policial e adotará todas as medidas para a punição dos responsáveis”, destacou.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) emitiu nota sobre o fato e esclareceu que tudo será apurado pela corregedoria da PM. De acordo com a SSP, ao tomar conhecimento do fato, o secretário João Eloy de Menezes, determinou afastamento imediato de dois policiais militares que participaram da abordagem.

A informação do policial que foi ouvido pelo delegado Welington Fernandes Rogério é que o radialista estaria dirigindo de maneira perigosa o seu veículo. Quando foi abordado pela polícia ele teria iniciado uma discussão e resistido à prisão na execução do flagrante pelo crime de desacato.

Fred Ferreira fará exames de corpo de delito no IML nesta quarta-feira,12
Algema

O fato foi registrado na última quarta-feira, 11, na avenida Heráclito Rollemberg, bairro São Conrado. O local de grande movimento foi cercado por populares e causou um enorme congestionamento. Em entrevista ao Portal Infonet o radialista contou que por volta das 17h30, quando retornava para a sua residência, uma viatura do Gati fechou sua passagem. “O policial seguia a Heráclito Rollemberg me fechando algumas vezes, então emparelhei o carro e perguntei o porque dele está fechando a minha passagem, foi então que ele disse que eu estava fazendo direção perigosa, onde na verdade quem estava era ele”.

Fred Ferreira ainda relatou que durante abordagem foi agredido pelo policial do Gati. “Quando eu questionei o porque dele querer me algemar, ele disparou um tiro daquelas pistolas elétrica, de choque e acabei caindo sobre o carro. Nesse momento ele me algemou e mesmo algemado recebi um chute abaixo da minha barriga”, revela.

De acordo com a assessoria de comunicação da SSP que analisou as imagens do fato, o radialista não estava algemado quando foi agredido.

Radialista

Outro caso envolvendo um radialista continua sendo investigado pela polícia. Em dezembro, o radialista Wilton Andrade foi vítima de um atentado na sua residência. A informação é que o caso está sendo investigado em sigilo, mas no município os vizinhos afirmam que com medo a família do radialista foi obrigada a deixar a cidade.

Por Kátia Susanna

Comentários