Ambulantes voltam a ocupar área do centro de Aracaju

0
Carrinhos dos ambulantes já ocupam avenida no centro de Aracaju (Fotos: Portal Infonet)

Um grupo de vendedores ambulantes voltou a ocupar a região do centro de Aracaju, nas proximidades do Terminal Luiz Garcia [Rodoviária Velha], já no final da manhã desta sexta-feira, 15. A ocupação foi marcada por protesto e massiva presença de guardas municipais e fiscais da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb). Os carrinhos dos comerciantes já se aglomeram no canteiro da avenida Mamede Paes Mendonça, desocupado no último final de semana. Uma nova reunião ficou combinada para às 14h00 na sede da Emsurb.  

De acordo com a ambulante Gilvania Santos, ainda não houve acordo com a Empresa sobre o novo local de trabalho dessas pessoas. “Estávamos na área da rodoviária, tiraram a gente de lá e ainda não definiram um novo local. Pediram um mês para resolver isso, e todo esse tempo não podemos esperar”, afirmou. “Tenho quatro filhos e preciso colocar comida na mesa, mas se ficar sem trabalhar não tem como fazer isso”, completou o ambulante Gilson Santos.

Mas o protesto dos ambulantes não tem o apoio da Associação dos Camelôs e Feirantes de Aracaju. Por telefone, conversamos com o presidente da entidade, André Amado, que criticou o comportamento do grupo. “Hoje mesmo estive na Emsurb com uma comissão formada por feirantes negociando o novo local de trabalho, processo que já será iniciado na próxima segunda-feira. Esse pessoal na verdade quer tumultuar o centro e o acordo que estamos conseguindo”, afirmou.

Polícia Militar e Guarda Municipal enviaram equipes ao local

A Empresa Municipal de Serviços Urbanos, por meio da assessoria de comunicação, negou que tenha pedido um mês para realocar os feirantes e confirmou o acordo com a Associação. “Nós fomos procurados por 56 feirantes começaremos a realoca-los já na próxima segunda-feira”, afirmou Augusto Aranha, assessor de comunicação da pasta.

O protesto dos ambulantes provocou congestionamento em toda região central de Aracaju. Em alguns trechos, agentes de trânsito bloquearam vias e controlaram o fluxo de veículos por rotas alternativas.

Por Ícaro Novaes

Comentários