Após tratamento, Tartaruga Cabeçuda é devolvida ao mar

0

A soltura ocorreu na Praia de Atalaia (Fotos: Portal Infonet)

O animal passou dois meses em tratamento

O veterinário Fábio Teles fala do tratamento dado ao animal

Uma tartaruga cabeçuda foi devolvida ao mar na manhã desta quinta-feira, 17, após dois meses de tratamento na Fundação Mamíferos Aquáticos, em Aracaju. O resgate ocorreu em janeiro, na Praia de Aruanda, e através de exames, o animal foi diagnosticado com uma pneumonia leve. O tratamento foi realizado no Centro de Reabilitação da ONG, que realizou a soltura na Praia de Atalaia.

De acordo com Fábio Teles, médico veterinário da ONG, a tartaruga foi encontrada encalhada e sem condições de retornar ao mar. “Ela foi levada para o nosso Centro de Reabilitação e passou por tratamentos, além de exames físicos e complementares de laboratório, que possibilitaram um diagnóstico mais específico e um tratamento que revertesse o quadro que a impossibilitou de voltar ao mar. Depois de um período de tratamento, ela está retornando para a casa”, explica.

Ainda de acordo com o veterinário Fábio Teles, a tartaruga que tem o nome científico “Caretta caretta”, não é de principal ocorrência de desova aqui em Sergipe. ”Mas ela tem relatos aqui, tanto de permanência no nosso litoral, aí tem todo um comportamento migratório e alimentar, como a questão também das desovas, que ocorrem principalmente na Bahia e Sul de Sergipe. Apesar dos relatos, aqui não é uma área prioritária de desova”, esclarece.

A Fundação Mamíferos Aquáticos é uma orgnaização não governamental que desenvolve trabalhos com animais de ambiente marinho.

Por Verlane Estácio

Comentários