Aposentado morre após ser atropelado na Melício Machado

0
Polo prata que se envolveu no acidente (Fotos: divulgação)

Um homem aposentado, que já exerceu os cargos de procurador do Estado e delegado de Polícia Civil, faleceu neste domingo, 6, após ser atropelado por um veículo que, supostamente, trafegava em alta velocidade na avenida Melício Machado, imediações do Sítio Terêncio, na Zona de Expansão de Aracaju.

A vítima identificada como Antônio de Melo Araújo, 63, fazia cooper no local, quando por volta das 5h30, foi atingido por um veículo Polo de cor prata e placa MUY 6908 (Maceió/AL). A informação dos populares é de que este carro e um Honda Civic disputavam um pega na avenida.

Jonildson Rocha, que é parente da vítima e esteve no local do acidente, conta que provavelmente, Antônio seguia sentido Mosqueiro, pelo lado esquerdo da avenida, quando o carro que vinha no sentido centro, atravessou a pista e o atingiu de frente. “Ele foi arrastando por alguns metros e teve a perna decepada, falecendo no local”, afirma.

O ex-procurador Antônio de Melo teve a perna decepada (Foto: facebook/Istoésergipe)

O carro foi abandonado em uma estrada de terra

Dentro do polo foram encontradas recipientes de bebidas alcoólicas

Antônio já exerceu os cargos de procurador do Estado e delegado de Polícia Civil (foto: reprodução)

Ainda de acordo com Jonildson, mas com base em informações de testemunhas, o condutor do polo não prestou socorro à vítima e tentou esconder o carro, que foi levado para uma estrada de terra conhecida como Entrada dos Porquinhos. Já o Honda Civic foi encontrado em um matagal há 500 metros do local do acidente. “As pessoas disseram que o Honda Civic não atingiu ninguém, mas vinha em alta velocidade, passou pelo quebra-mola, perdeu a direção e foi parar no matagal”, completa.

No polo, foram encontrados vários recipientes de bebida alcoólica, fator que levanta a tese de que o condutor poderia estar dirigindo sob efeito de bebida alcoólica.

O Portal Infonet tentou obter mais esclarecimentos com a contato com a Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv), mas não obteve êxito. O Portal continua à disposição através do jornalismo@infonet.com.br e do telefone (79) 2106 8000.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais