Apreendido suspeito de ter atirado na cabeça de babá

0

Delegado Fábio Pereira (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A Polícia Civil de Sergipe agiu rápido e elucidou no final da manhã desta quinta-feira, 12, um latrocínio registrado no início da noite da última quarta-feira, 11, dentro de um ônibus que transitava na BR-101 com destino ao município de São Cristóvão. O Portal Infonet mostrou a revolta dos parentes da babá.

Agentes civis da Coordenadoria de Polícia Civil da Capital (Copcal), sob o comando dos delegados José Inephanio e Fábio Pereira, conseguiram apreender um adolescente de 16 anos apontado como o autor do único disparo que acertou a cabeça de Jeane Souza dos Santos, 30 anos.

De acordo com o coordenador operacional da Copcal, delegado Fábio Pereira, assim que tomou conhecimento do crime, os policiais da Divisão de Repressão de Roubo a Ônibus (DRRO) foram colher as primeiras informações do caso com a Polícia Rodoviária Federal, que levou o motorista e as vítimas à Delegacia Plantonista.

Logo no início da manhã desta quinta-feira uma denúncia anônima para o Disque Denúncia 181 informou que o suspeito desse crime estava escondido na região do povoado Pai André, em Nossa Senhora do Socorro, mesmo local do latrocínio. O denunciante também disse que ele morava na localidade. “Nos dirigimos a casa da mãe de um dos suspeitos, mas ele não foi encontrado. A mãe informou que ele estava na residência de uma prima no bairro Roza Elze, em São Cristóvão”, destacou o coordenador interino das Delegacias da Capital, delegado José Inephânio.

De imediato, foi feito uma diligência no local indicado e lá o suspeito acabou detido. O menor de idade confessou o crime e disse que não tinha intenção de matar ninguém. “Ele entrou no ônibus com mais dois comparsas e anunciou o assalto. Recolheu várias bolsas e carteiras dos passageiros e Jeane teria colocado a bolsa atrás das costas para não entregar os pertences pessoais. O infrator teria batido o cano do revólver várias vezes na cabeça de Jeane e a arma que estava engatilhada disparou acertando a cabeça da vítima”, explicou Pereira.

Inicialmente, houve a informação de que a ela estava grávida e que foi morta com três disparos na cabeça, mas a polícia comprovou apenas um disparo. Segundo depoimento do menor infrator, após o crime ele dormiu em uma região de mata localizada próximo ao fato criminoso e só foi para a casa da prima, onde foi apreendido, no início da manhã desta quinta-feira.

Ele disse que após dividir o dinheiro do assalto ficou com R$ 180,00, já os comparsas além do dinheiro também ficaram com os celulares dos passageiros. As bolsas e as carteiras foram queimadas logo após o assalto para evitar suspeitas.

O adolescente contou em depoimento que gastou R$ 120 do roubo para comprar maconha. “De fato, no local da apreensão encontramos maconha e R$ 60”, disse Pereira.

A polícia realiza agora diligências a fim de identificar e prender os dois comparsas do jovem. Qualquer informação pode ser repassada para o Disque-Denúncia 181. O adolescente infrator não tem histórico de passagem pelo Centro de Atendimento ao Menor (Cenam). Ele já foi apresentado ao Ministério Público Estadual. Pereira disse que o adolescente deverá ficar internado provisoriamente por 45 dias e que caso seja condenado pela Justiça só poderá ficar internado no máximo até completar 21 anos de idade.

Fonte: Ascom SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais