Aracaju apresenta 132 áreas de risco iminente de algum desastre

0
Prefeitura ajuda comunidade a identificar danos que podem provocar desastre (Foto: Thainara Vieira)

Devido as fortes chuvas que ocorreram durante esta semana na capital, cerca de 132 localidades estão mapeadas e apresentam algum grau de risco. Segundo o major Sílvio Prado, coordenador da Defesa Civil de Aracaju, as áreas de risco são classificadas em ‘baixo’, ‘médio’, ‘alto’, ou ‘muito alto’. Ainda segundo o major, das 132 áreas de risco, cerca de 30 estão classificadas em ‘alto’ ou ‘muito alto’ para a possibilidade de ocorrer algum desastre. A maioria dessas áreas está localizada nos bairros Porto Dantas, Cidade Nova e Industrial, Zona Norte de Aracaju.

O major Silvio Prado explica que, ao mapear essas áreas, a Defesa Civil consegue focar nas localidades em que pode haver a iminência de acontecer algum estrago. “É praticamente impossível fazermos a cobertura de todos esses locais. Por isso, o mapeamento é importante. Assim podemos otimizar o tempo e focar nas áreas que apresentam maior riscos de desabamento ou desmoronamento”, avalia.

Major Sílvio Prado, coordenador da Defesa Civil da capital (Foto: Sérgio Silva)

Uma das medidas que está sendo feita para monitorizar essas áreas é a instrução à comunidade, como deve proceder para identificar danos que podem originar algum desastre. O major Sílvio destaca a criação de ‘núcleos comunitários da Defesa Civil’ para auxiliar no trabalho do órgão. “Nós contamos com o apoio da população para nos ajudar a deixar mais eficiente nosso trabalho. Para isso, vamos até essas localidades e prestamos orientação a um grupo de pessoas. O que fazemos é ensinar para eles como identificar sinais de desmoronamento, rachaduras, deslizamento, enfim, tudo o que representar algum tipo de risco”, explica.

Com isso, ao menor sinal de risco, esses ‘líderes da comunidade’ entram em contato com a Defesa Civil que, por sua vez, consegue dar mais agilidade ao trabalho. “Além de fazer esse treinamento, nós também entregamos panfletos que explicam didaticamente o que fazer em caso de rachaduras, inclinação de árvores ou postes e trovoadas”, completa.

Contatos

A população pode acionar a Defesa Civil a qualquer hora por meio do número emergencial 199. A Defesa Civil mantém, ainda, outro canal de comunicação com a sociedade. O serviço de alerta por SMS 40199, que possibilita o cadastramento da população para recebimento de informações sobre possibilidade de chuvas intensas ou situações que demandem atenção.

Para realizar o cadastro, é necessário enviar uma mensagem via SMS para o número 40199 e, no corpo do texto, inserir o número do CEP da residência ou localidade sobre a qual deseje receber informações. O serviço é gratuito e habilita o cidadão a receber mensagens da Defesa Civil Municipal e Estadual.

Previsão para os próximos dias

O meteorologista Overland Amaral informa que a previsão para esse feriadão da Semana Santa será de muita estabilidade com algumas pancadas de chuvas. “Por enquanto, a tendência é que até o domingo de Páscoa a chuva dê uma trégua”, afirma. Overland destaca, no entanto, que a partir da próxima segunda-feira, 22, poderá haver chuvas mais intensas e constantes.

“A previsão é que as chuvas estejam nos limites da normalidade, por volta dos 50 mm”, avalia. Ainda segundo o meteorologista, é importante o cuidado com as áreas de risco, pois o volume de chuvas pode aumentar. “Por enquanto, as chuvas estão dentro da meta para o mês de abril, mas alterações sempre podem acontecer”, destaca.

por João Paulo Schneider  e Cassia Santana

Comentários