Armas de brinquedo podem ser trocadas por livros

0

A campanha de desarmamento da Polícia Federal não está surtindo efeito apenas entre os adultos, mas também entre as crianças. A Editora Paullus e a Biblioteca Pública Municipal Clodomir Silva começam a partir de 2 de agosto a trocar armas de brinquedo por livros destinados ao público infanto-juvenil. Em Sergipe, serão disponibilizados pela editora mais de dois mil livros. A torca poderá ser feita em dois locais, na Biblioteca Clodomir Silva, e na Biblioteca Ivone Menezes Vieira, no Conjunto Augusto Franco. Alguns psicólogos acham que brinquedos que imitam armas podem estimular a agressividade natural das crianças. Isso não significa, necessariamente, que a criança se torne violenta ao brincar com esse tipo de brinquedo, uma vez que a arma serve apenas como estímulo. O desenvolvimento da agressividade depende de vários outros fatores. A campanha “Troque sua arma de brinquedo por um livro” começou em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e se espalhou por diversas outras cidades do Brasil. Em Minas Gerais, foram recolhidos mais de 62 mil brinquedos. Segundo a gerente da editora em Aracaju, Domiciana Reis Fonseca, em Florianópolis a campanha recebeu uma arma de verdade, que foi encaminhada às autoridades.

Comentários