Artistas mudam a cara do Beco dos Cocos

0

(Fotos: Sílvio Rocha)
“A arte não reproduz o que vemos. Ela nos faz ver.” A frase do artística plástico alemão Paul Klee traduz a iniciativa da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) de humanizar o Beco dos Cocos, antigo reduto boêmio de Aracaju, que nos últimos anos era conhecido como ponto de tráfico de drogas e prostituição.

Localizada entre os mercados municipais e a praça General Valadão, a passarela recebeu diversos artistas plásticos e grafiteiros, que modificaram a paisagem local com tintas, sprays e muita criatividade.

A ação, que fez parte das comemorações da Semana Nacional do Trânsito, transformou o local, antes esquecido pelos aracajuanos, em um grande painel a céu aberto, com uma mistura artística de grafite e fotografia. A moradora da Barra dos Coqueiros Nete Lima conta que antes não transitava por lá. “Eu não passava por aqui antes pois sempre achei muito perigoso. Agora estou passando porque achei bem diferente”, frisa.

Turistas também se encantam com o novo aspecto do local. “Achei muito bonito, tudo é muito vivo e colorido. Gostei do grafite com o rosto de um senhor, que achei parecido com Nelson Rodrigues”, comenta a turista carioca, Bernadete Leite, se referindo a uma imagem do rosto do artista popular sergipano, H Pito.

O artista e ativista atuante na cultura de rua em Sergipe, Hot Black, que fez parte da ação, afirma que, além da desmarginalização do ambiente, outro fator importante do projeto é tornar a juventude protagonista e incentivar o surgimento de novos artistas. “Com essa intervenção, a juventude começa a encontrar referências dentro do espaço onde vive. Isso serve de incentivo não só pra que ela aprecie esse tipo de arte, mas pra que ela passe a fazer este tipo de arte”, ressalta.

Comerciantes e transeuntes frequentes do ‘Beco dos Cocos” aprovaram a mudança. Cássio Corrêa, vendedor de uma das lojas do local, achou excelente a transformação da travessa. “O beco está com mais vida, ficou lindo! Essa nova cara, fez com que as pessoas voltassem a passar por aqui, além de afastar os usuários de drogas”, afirma satisfeito.

Fonte: AAN

Comentários