Assaltante invade casa na Farolândia armado com peixeira

0

Ruas sem grande movimentação facilita ação dos bandidos Foto:Portal Infonet
No último final de semana, uma família viveu momentos de terror após um bandido armado ter invadido a residência e ameaçado a todos com uma faca peixeira. O fato ocorreu no bairro Farolândia, localizado na zona sul da capital.

De acordo com a vítima, que trabalha como dentista, o bandido invadiu sua casa após a secretária ter aberto o portão para comprar pão no final da tarde da última sexta-feira, 19. O homem moreno aparentando ter 25 anos de idade estava com camisa de cor azul e branca e bermuda azul.

Após render a família, o bandido conseguiu levar um veículo modelo Peugeot de cor prata de placa policial IAA 2877 e mais R$102, além de um aparelho celular.

Na madrugada do último domingo, 21, o veículo foi encontrado no bairro Rosa Elze, em São Cristovão. Segundo a vítima, o interior do carro ficou parcialmente destruído. A ocorrência foi registrada na Delegacia Plantonista, mas até a manhã desta segunda-feira, 22, ninguém foi preso.

PM diz que assaltos diminuiram na Farolândia Foto:Portal Infonet
Violência

De acordo com o tenente coronel Jackson comandante do 1ª Batalhão da Polícia Militar, responsável pela área da zona sul, a região da Farolândia e Augusto Franco é coberta apenas por uma viatura fixa e conta com apoio de duas outras.

“A responsabilidade da área é da 2ª Companhia do 1º Batalhão. A viatura que percorre a área é a gaivota 11, mas temos a viatura do supervisor do batalhão e da Radiopatrulha que também dá apoio”, explica o tenente coronel, salientando que o efetivo e a quantidade de viaturas são insuficientes para cobrir toda a área.

“Sabemos que necessitamos de um efetivo maior e um número maior de viaturas. Estamos com o mesmo efetivo de seis anos atrás, apesar da PM ter realizado concurso há três anos, mas o número que sai também é grande. O ideal seria que tivesse uma viatura em cada quarteirão”, reconhece o tenente coronel Jackson, ressaltando que toda ocorrência de violência deve ser comunicada através do 190.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais