Assaltantes aterrorizam família no Santo Antônio

0
Crimes foram registrados na Plantonista (Fonte: Arquivo Portal Infonet)

Assaltantes agem em diferentes pontos da capital, aterrorizam família na porta de uma residência no bairro Santo Antônio e também agem dentro de um ônibus da linha urbana no bairro Porta Dantas, na capital sergipana. Ambos os crimes foram cometidos na noite desta quarta-feira, 25.

O crime dentro do ônibus que explora a linha Fernando Collor/Atalaia ocorreu por volta das 19h em uma das mais movimentadas ruas do bairro Porto Dantas. Conforme relatos do cobrador, os dois assaltantes subiram no coletivo no próprio bairro e anunciaram o assalto cerca de três pontos após o embarque.

Os dois homens se posicionaram no coletivo e, em seguida, um deles dominou o cobrador, ameaçando-o com uma faca encostada no pescoço da vítima. Uma mulher, passageira do coletivo, também foi ameaçada e roubada. Conforme informações prestadas à polícia, os assaltantes fugiram com a renda, avaliada em R$ 247 e também com objetos roubados da passageira.

Porta de casa

Na rua João Andrade, no bairro Santo Antonio, dois homens em uma motocicleta se aproximaram da vítima, que estava com o carro estacionado na porta da sogra. Um dos assaltantes desceu da motocicleta, apontou um revólver, anunciou o assalto e, em seguida fugiu, levando o carro de passeio da vítima. O crime foi registrado por volta das 20h30 e até o momento a polícia não possui pistas dos criminosos.

Moto recuperada

Já no conjunto Eduardo Gomes, no município de São Cristovão, os policiais militares recuperaram uma motocicleta roubada de um casal no dia 2 deste mês. Os policiais receberam informações de populares que suspeitaram do condutor da motocicleta XRE 300, que trafegava na rua H.

Os policiais realizaram diligências e localizaram o suspeito chegando na própria residência. Na abordagem, os policiais constaram a restrição de roubo do veículo e deram voz de prisão ao suspeito, que acabou confessando participação no assalto.

Segundo a polícia, o acusado teria agido com um outro assaltante e, posteriormente, teria pago R$ 2 mil ao comparsa para ter posse da motocicleta roubada. As vítimas do roubo já compareceram à Delegacia Plantonista para recuperar o veículo.

Comentários