Assaltantes de joalheria em Lagarto são presos

0
Homens foram presos pelo Cope (Fotos: SSP/SE)

O diretor do Complexo de Operações Policiais Especiais (COPE), delegado Jonhatas Evangelista, detalhou na tarde dessa terça-feira, 26, a prisão Rubens Glauco Barbosa dos Santos, 34 anos, Alexsandro Cavalcante Soares, 37 anos, apontados como autores de um assalto registrado em uma joalheria localizada no município de Lagarto. O crime aconteceu no dia 9 de maio deste ano.

A dupla foi surpreendida no município de Lagarto. Na oportunidade, foram presos, também, Jocivaldo Fontes Alves Junior, 26 anos, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, e Rangel do Nascimento França Costa, 33 anos, pelos crimes de receptação e uso de entorpecentes. "O Rangel e o Jocivaldo já foram soltos por determinação do Poder Judiciário. Dos quatro, apenas o Junior não tinha passagem pela polícia", explicou Evangelista.

Cope conseguiu recuperar relógios e jóias levadas no assalto

Durante a operação do COPE, que contou com o apoio da Delegacia Regional do município de Lagarto, foram recuperados 46 relógios e jóias que foram levadas durante o assalto a joalheria. Foram apreendidas quatro armas de fogo, sendo três longas e um revólver calibre 38, uma caixa de munições, 300 gramas de cocaína e uma pequena quantidade de maconha.

"Um dia antes do crime, Rubens e Alexsandro roubaram uma motocicleta na cidade de Simão Dias. Esse veículo foi utilizado no roubo da joalheria. A moto foi recuperada e devolvida ao proprietário. Eles também são autores de um roubo a uma loja de celulares localizada na cidade de Simão Dias. Na oportunidade, foram subtraídos 31 aparelhos", destacou Jonhatas.

Ainda segundo o diretor do COPE, as investigações prosseguem com o intuito de recuperar mais produtos levados da joalheria e tentar identificar mais envolvidos e receptadores.

Fonte: SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais