Assaltos a coletivos continua assustando passageiros

0

Violência no transporte coletivo deixa passageiros assustados (Fotos: Portal Infonet)

Mais dois assaltos a coletivos são registrados na capital

O porteiro Adriano Pereira

O motorista Janyson Gonçalves

A onda de violência no transporte coletivo da Grande Aracaju continua assustando os trabalhadores e usuários do sistema. Somente na quinta-feira, 27, mais três assaltos a ônibus foram registrados na Delegacia Plantonista (Deplan). Os roubos ocorreram em dois pontos da zona Norte da capital sergipana e outro em um conjunto habitacional de Nossa Senhora do Socorro.

O primeiro deles foi registrado às 18h no conjunto Fernando Collor de Melo. De acordo com informações do cobrador da Viação Modelo, a ação foi rápida e ocorreu no momento em que o ônibus que faz a linha 007 – Fernando Collor / Atalaia realizou uma parada para o embarque de passageiros. Dois homens e uma mulher adentraram no coletivo e munidos de duas facas peixeiras anunciaram o assalto. Foram levados pelos bandidos a quantia de R$ 149,00 reais. Uma passageira chegou a ser vítima dos assaltantes e teve a sua bolsa levada pelo trio de ladrões que fugiu após a ação.

Um outro passageiro também foi vítima dos assaltantes e teve o seu aparelho celular levado por três ladrões em um assalto ocorrido às 19h na avenida Maranhão, no bairro 18 do Forte, na zona Norte da capital. A ação ocorreu na linha 200 – Circular Indústria e Comércio II, da empresa Tropical Transportes. Após o assalto, o trio de assaltantes seguiu em direção ao cobrador do coletivo e levou a quantia de R$ 228,40 reais.

O outro assalto a coletivo foi registrado às 20h na avenida Maranhão, no Centro da capital. O ônibus da empresa Viação Tropical Transportes que faz a linha 001 – Augusto Franco / Bugio foi assaltado por um indivíduo que se passava por passageiro. Com uma arma de branca ele anunciou o assalto e conseguiu levar na ação criminosa, R$ 252,80 referente à renda da empresa. No momento da ação criminosa, 30 passageiros se encontravam no coletivo, nenhum deles foi alvo dos assaltantes.

Ocorrências

De acordo com um levantamento promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Aracaju (Sintra), foram registrados somente este ano, 193 assaltos a ônibus na Grande Aracaju. Nos primeiros 28 dias de fevereiro foram apenas 96 ocorrências. 97 assaltos foram registrados no mês de janeiro. Números que assustam o usuário do transporte e preocupa o trabalhador.

Passageiros com medo

Com medo da violência nos coletivos, a dona de casa, Olga Maria, 44 anos, que nunca foi assaltada, passou a utilizar artifícios para não se tornar mais uma vítima dos ladrões. Ao andar de ônibus, ela passou a esconder objetos de valor no corpo. “Eu ando de ônibus com medo. Escondo objetos de valor na calça, dinheiro então eu coloco no sapato”, relata.

O porteiro Adriano Pereira, 31 anos, já foi vítima de bandidos. Ele foi assaltado enquanto seguia para o trabalho. Na ação, os criminosos levaram o aparelho celular. Revoltado, ele cobra uma maior segurança no sistema. “Deveriam por mais policiais nos coletivos porque os bandidos aproveitam a noite no horário em que os ônibus estão mais vazios para assaltar os passageiros. Na hora eu não tive reação, fiquei muito triste, acabei entregando o celular. Não tive reação porque a minha vida é mais importante que um celular”, desabafa.

Quem também trabalha com medo é o motorista Janyson Gonçalves, 31 anos. Há oito anos rodando em coletivos, ele passou a ficar mais atento realizados no turno da noite e evita algumas paradas obrigatórias quando percebe alguma movimentação suspeita. “A gente trabalha com medo. Normalmente, nas altas horas da noite sempre que vejo alguém no ponto com movimentação suspeita, evito parar”, relata.

PM/SE

Em entrevista ao Portal Infonet, a tenente da Polícia Militar (PM/SE), Evangelina de Jesus Santos disse que "a polícia continua fazendo o policimento ordinário para reduzir o número de assaltos a ônibus, e contamos ainda com parceria com o Grupamento Especial Tático de Motos (Getam) onde intensificamos o policiamento que será reforçado em todas as áreas em todo o estado durante o carnaval. Todo o efetivo normal estará nas ruas assim como uma escala extra com o efetivo de folga", disse a tenente.

Por Leonardo Dias e Kátia Susanna

Comentários