Assaltos a micro-ônibus preocupam cooperativa

0
Assaltos a ônibus são constantes (Foto: Arquivo Infonet)

Os constantes assaltos a ônibus têm assustados cada vez mais cobradores e motoristas que trabalham no Estado. Segundo dados da Cooperativa de Transporte Alternativo do Estado de Sergipe (Unicoopes), que gerencia aproximadamente seis cooperativas no Estado, são registrados aproximadamente 10 assaltos por mês.

De acordo com o presidente da Cooperativa de Transporte Alternativo do Estado de Sergipe (Unicoopes), Edilson Tavares, a situação é preocupante. “É a falta de segurança nas estradas. Outro problema é que quando vamos prestar uma queixa, não tem viaturas para fazer as rondas ou até quando o funcionário chega nas delegacias, não tem quem faça o boletim de ocorrência. Esperamos que seja feito um trabalho sobre a questão”, afirma.

Edilson Tavares acrescenta ainda que motoristas e cobradores estão amedrontados com a situação. “Alguns não querem mais trabalhar, principalmente os funcionários que já foram assaltados mais de uma vez. Fora aqueles estão com problemas psicológicos e que por isso ficam em casa e a família quando toma ciência, também sofre e pede que eles fiquem em casa”, afirma.

Edilson Tavares diz que situação é preocupante 

Além dos constantes assaltos, o que chama atenção é a violência utilizada pelos assaltantes. No último dia 1 de julho, foi registrada uma tentativa de assalto dentro de um transporte coletivo intermunicipal, em uma rodovia que liga os municípios de Siriri e Rosário do Catete,  que culminou em confronto entre um policial militar à paisana e o suspeito pelo crime.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Militar, o praça baleado deu entrada no Hospital da Polícia Militar (HPM) e passou por uma cirurgia para a retirada do projétil que estava alojada na perna, mas passa bem e já recebeu alta médica.

Coletivos

O número de assaltos a ônibus coletivos também chama atenção. Segundo dados do Sindicato dos Rodoviários de Sergipe, de janeiro a março deste ano, foram contabilizados cerca de 249 assaltos a coletivos.

PMSE

A assessoria da Polícia Militar esclareceu que o Comando de Policiamento do Interior realiza um esquema de fiscalização com a companhia especializada no interior. A assessoria informou ainda que 80% dos assaltos a coletivos acontecem em rodovias federais que são competência da Policia Rodoviária Federal, sendo que a polícia está dando apoio aos policiais federais. A PM acrescentou que mais de 90% dos casos de assaltos são elucidados pela polícia militar.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários