Assassinatos em hospital: investigações estão sigilosas

0
Duplo homicídio aconteceu dentro deste hospital (Foto: Arquivo FSH)

Estão sendo desencadeadas sob sigilo as investigações em torno do duplo homicídio ocorrido na madrugada do dia 4 deste mês dentro do Hospital Regional Garcia Moreno, na cidade de Itabaiana. Naquela madrugada dois homens se apresentaram como policiais civis, usando uniformes e distintivos da Secretaria de Estado da Segurança Pública, tiveram acesso às dependências da unidade de saúde e lá executaram com tiros o paciente Gladeston Wanderson de Jesus Santos, 30, e o primo dele, Franklin Teixeira de Jesus, 21, que se encontrava na unidade na condição de acompanhante de Galdeston.

O delegado regional de Itabaiana, Fábio Santana, informou que se trata de um caso bastante complexo e que necessita do apoio da comunidade para ter sucesso nas investigações. Informações devem ser enviadas à Polícia Civil por meio do Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança Pública, que pode ser acionado por telefone: 181 é o número, a ligação é gratuita e o informante será mantido em sigilo.

Devido à complexidade do caso, o delegado ainda não tem previsão para concluir o inquérito policial e garante que a equipe envolvida neste caso está empenhada para identificar e prender os autores e todos os envolvidos neste duplo homicídio. As investigações indicam que Gladeston passou pelo sistema prisional, acusado por roubo e porte ilegal de arma, e teria sido liberado cerca de um mês antes de ser assassinado. A Polícia também estava investigando a conduta de Franklin. Segundo o delegado, há informações que indicam o envolvimento dele com práticas delituosas, mas "nada formalizado".

Por Cássia Santana

Comentários