Atendente de hospital público é assassinado em Canindé

0

O servidor público Ailton Barros foi assassinado e o corpo foi encontrado na noite da segunda-feira, 17, em estado de decomposição dentro da própria residência, na cidade de Canindé do São Francisco. Apesar do elevado estado de decomposição, suspeita-se que Ailton Barros tenha sofrido golpes de arma branca.

Delegado aguardo laudo do IML (Foto: Arquivo Portal Infonet)

De acordo com informações do delegado de polícia civil, Antonio Francisco de Oliveira, em análise superficial do corpo, detectou–se um corte na garganta. Para identificar efetivamente a real extensão do corte e os danos causados à vítima, o delegado aguarda a conclusão do laudo cadavérico que está sendo produzido pelo Instituto Médico Legal (IML).

O delegado informou que a vítima foi vista pela última vez com vida na noite do sábado, 15, no Parque de Vaquejada, na cidade de Canindé do São Francisco, participando de um evento festivo. Ailton Barros trabalhava como atendente em uma unidade de saúde mantida pela Prefeitura de Canindé do São Francisco e deveria estar de plantão no domingo, 16, e também na segunda-feira, 17.

Como não é comum, a ausência dele em plantões, os colegas de trabalho estranharam, decidiram buscar informações junto a familiares e seguiram para o imóvel, onde Ailton Barros morava sozinho. No imóvel, os colegas e os familiares sentiram o mal cheiro e, quando entraram, encontraram o corpo já em estado de putrefação.

Acredita-se, conforme o delegado, que o crime tenha sido praticado na madrugada, entre o sábado e o domingo. “Estamos ouvindo os familiares, estamos tentando entender o que aconteceu. Foi um caso que pegou todos de surpresa”, comentou o delegado, que ainda não possui uma linha de investigação definida.

Por Cássia Santana

Comentários