Atentado: “preso quer chamar a atenção”

0

Atentado completa um mês com várias denúncias (Fotos: Arquivo Portal Infonet)
Na manhã deste sábado, 18, a equipe do Portal Infonet conversou com o diretor do Departamento do Sistema Penitenciário em Sergipe (Desipe), Manoel Lúcio, sobre a suposta carta que teria sido enviada por um preso acusando delegados e o diretor da Cadeia Pública Territorial de Nossa Senhora do Socorro de envolvimento no atentado contra o desembargador Luiz Mendonça que completa um mês neste sábado, 18.

Bastante enfático, Manoel Lúcio, explica que ninguém teve acesso a essa carta e que ao tomar conhecimento da notícia deu gargalhadas sobre o fato.  O diretor do Desipe disse ainda que a acusação é leviana e que o preso em questão, identificado como Joelio Santos Almeida, responde a mais de 10 processos por estupro e agora terá que responder por calúnia.

Manoel Lúcio comenta sobre acusação e diz que detento vai responder por calúnia
“Foi uma atitude leviana da imprensa, dando crédito a uma suposta carta. Esse preso não tem nada a perder e fez essa acusação infundada. Desde janeiro de 2009 ele [detento] está preso. Ele é de Itaporanga D´Ajuda e foi condenado e quer ser transferido. Ele colocou essa informação sem nenhuma credibilidade e quer somente chama a atenção”, conclui.

O assessor da Secretaria da Segurança Pública, Lucas Rosário, disse apenas que o caso do atentado permanece sendo investigado e que a informação de envolvimentos de delegados é absurda.

Calúnia

O diretor do Cadeião, Rosman Pereira dos Santos, prestou queixa por calúnia na 5ª Delegacia Metropolitana relatando que o detento teria enviado uma carta a uma autoridade, que não foi identificada. Além de acusar o diretor do Cadeião, na suposta carta o detento acusa mais três delegados fazem parte de uma facção afirmando que teria tramado o atentado ao desembargador Luiz Mendonça.

O boletim prestado no dia 15 desse mês traz no relato de Rosman que o detento teria feito as acusações porque estaria encontrando dificuldades em ser transferido.

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com Rosman Pereira, mas a informação é que ele estava em uma reunião e não foi possível falar sobre o assunto.      

      

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais