Atentado: três pistoleiros são presos em PE

0

Três pistoleiros envolvidos no atentado ao presidente do TRE foram presos
Polícia Civil Sergipana, após quatro meses de investigação prendeu na tarde de quinta-feira, 25, três pistoleiros envolvidos no atentado ao desembargador Luiz Mendonça, em agosto deste ano.

Segundo informações do assessor de comunicação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Lucas Rosário, policiais estavam na cidade pernambucana de Petrolina desde a última quarta-feira, 24. “Após um trabalho rigoroso de investigação a polícia conseguiu chegar aos três pistoleiros, em uma localidade na zona rural de Petrolina, dentre eles um homem da confiança de Floro Calheiro, conhecido como Bille”, explica.

O assessor ainda pontuou que a polícia continua na captura de um quarto homem, que também tem envolvimento com o atentado. “Uma equipe de mais de 50 policiais está envolvida nesta operação e continua na captura de mais um pistoleiro. Os policiais estão completamente mobilizados, trabalhando com tecnologia de ponta, além de um trabalho bem estruturado e

Coletiva com Luiz Mendonça logo após o atentado
arquitetado”, pontua

De acordo com Lucas, quatro delegados estão envolvidos diretamente no trabalho operacional bem como na investigação, são eles: Tiago Leandro, André Baronto, Cristiano Barreto e Gilberto Guimarães.

A apresentação dos acusados e os detalhes da operação deve acontecer na tarde dessa sexta-feira, 26. “A expectativa é que ainda na tarde de hoje exista uma coletiva no sentido de apresentar detalhes desta operação, até porque existe uma cobrança por parte da imprensa, e é uma situação de abrangência nacional. A apresentação possivelmente acontecerá na Academia de Polícia Civil”, relata.

Caso

Cabo Jailton sendo transferido
O desembargador Luiz Mendonça, que atualmenteé o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, e Já esteve à frente da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Sergipe sofreu uma tentativa de homicídio no dia 18 de agosto deste ano, quando seu carro passava na avenida Beira Mar, em frente a rótula do Shopping Riomar. 

Ele foi atingido por estilhaços de bala, enquanto o motorista dele, que é cabo da Polícia Militar, Jailton Pereira, conhecido como ‘Batatinha’, foi atingido com vários tiros, inclusive na cabeça. O cabo ficou hospitalizado por três meses no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Com a evolução do quadro, ele foi levado ao Hospital da Polícia Militar e depois para sua residência , onde continua com o tratamento de fisioterapia.

Diversos motivos foram levantados para o motivo do atentado ao desembargador e o caso tomou abrangência nacional, mas a SSP procurou investigar o caso no mais absoluto sigilo.

Por Alcione Martins e Raquel Almeida

 

Comentários