Ator sergipano é vítima de homofobia no Rio de Janeiro

0
(Foto: arquivo familiar)

Um sergipano foi vítima de homofobia no Rio de Janeiro no último final de semana. Max do Nascimento Andrade, conhecido como Maxie Maya, é ator de uma companhia de teatro e sofreu agressão e xingamentos no último domingo, 19, numa estação de metrô no Centro da capital fluminense.

De acordo com o ator, a violência aconteceu na estação do metrô da Cinelândia. Maxie estava voltando de uma festa que havia ido na noite anterior com amigos, quando foi surpreendido por um sujeito desconhecido o chamando de “viadinho”. Após os insultos, Maxie recebeu um soco que atingiu o olho direito e parte do nariz.

"Minha visão ainda está um pouco embaçada. Ainda estou abalado. Ainda não caiu a ficha. Foi uma violência totalmente gratuita. É uma pessoa que eu nunca vi na vida, não dá para entender”, conta Maxie.

No mesmo dia da agressão, Maxie fez os exames de corpo delito no Instituto Médico Legal (IML/RJ) e prestou boletim de ocorrência na 5ª Delegacia Policial da Lapa. Segundo o ator sergipano, a polícia está motivada a encontrar o agressor. “A polícia realmente está apoiando o caso. Eles estão empenhados a solucionar o caso”, ressalta.

Maxie é natural do município sergipano de Lagarto e mora no Rio há cinco anos. O ator conta que os crimes homofóbicos vêm se tornando frequentes na região. “No tempo em que vivi em Sergipe, isso nunca me aconteceu. Sempre me trataram com muito respeito. Mas aqui está se tornando cada vez mais frequente esse tipo de situação”, lamenta o ator.

O ator destaca que sempre recebeu apoio familiar. “Sempre souberam que eu sou homossexual e sempre tive muito respeito e apoio. Minha mãe é minha melhor amiga e ela se preocupa com essas situações”, diz o sergipano.

Por fim, Maxie desabafou que deseja que o caso seja solucionado. “Esses crimes têm que parar de acontecer, ainda mais com a frequência a qual está acontecendo. Não dá para continuar do jeito que está”, completou.

Investigações

O Portal Infonet tentou contato com a 5ª DM da Lapa, mas não obteve êxito. A equipe de reportagem está à disposição através do email jornalismo@infonet.com.br e do (79) 2106 8000.

Por Helena Sader e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais