Audiência discute preparativos para Socorro Folia 2011

0

Audiência discutiu preparativos para festa (Fotos: Portal Infonet)
Preocupada com os impactos ambientais e urbanísticos que serão causados pelo “Socorro Folia 2011”, a Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de Nossa Senhora do Socorro realizou no final da manhã desta quarta-feira, 6, no Fórum Bacharel Luiz Augusto Barreto, uma audiência pública com órgãos de segurança e demais autoridades competentes para tratar do assuntos referentes a realização da festa.

Entre as pioridades estiveram nas discussões a segurança da população, a fiscalização da montagem das estruturas, os impactos aos equipamentos urbanos públicos, os impactos no trânsito e no funcionamento normal do comércio, a poluição sonora e de resíduos e a utilização de área pública para fins particulares, a sobrecarga dos serviços públicos, o ônus causado ao erário.

Danielle Kelly, presidente da ABTS e Maurício Lobo
Até a próxima sexta-feira, 8, a organização deve apresentar aos órgãos públicos competentes toda a documentação necessária para a realização da festa. Já no dia 29, às 16h será apresentada a estrutura completa do evento para aprovação.

A festa acontece nos dias 30 de abril e 1º de maio entre as atrações Os Barões, Black Style, banda Eva e Cheiro de Amor. O camarote oficial terá capacidade para mil pessoas. De acordo com o diretor geral da Associação de Blocos e Trios de Nossa Senhora do Socorro, Maurício Lobo, neste quinto ano de Socorro Festa, a expectativa é de cerca de 80 mil pessoas.

“Nós vamos correr para cumprir todos os prazos, é muito importante para nós essa reunião com o Ministério Público porque divide a responsabilidade com todos os outros órgãos. Tivemos um pouco de dificuldade neste ano porque nós tínhamos a parceria com o Ministério do Turismo e não saiu há tempo. Mas agora conseguimos a verba para fazer a alegria do povo, da juventude de Socorro. Pelo fato de o evento ser fechado poderemos mostrar não só a população de Socorro como todo o Estado de Sergipe uma maior segurança para o folião sair de casa, brincar e ver que a festa é organizada”, garante.

O promotor Sandro Costa
Para o promotor de justiça Sandro Luiz da Costa, os órgãos competentes foram avisados tardiamente e por isso é necessário correr para deixar tudo pronto.

“Estamos a menos de 24 dias do evento e vejo que os órgãos foram avisados com pouca antecedência, até esse momento nenhum projeto de planejamento foi apresentado aos órgãos competentes. O Ministério Público já advertiu que se a segurança não for garantida à população o evento vai sofrer medidas judiciais por parte do Ministério Público no sentido de suspendê-lo”, alerta.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais