Autorizada a construção de etapa do canal de Xingó

0
Jackson e presidente da Codevasf autorizam primeira etapa do Canal de Xingó (Foto:  ASN)

A tarde desta sexta-feira, 27, foi de benefícios para o município de Canindé do São Francisco. O governador Jackson Barreto autorizou obras que somam 2,5 bilhões, a principal delas, a primeira etapa do canal Xingó.

Junto ao presidente da Codevasf, Elmo Vaz, Jackson assinou ordem de serviço inicial para construção do Canal de Xingó. Com a obra, o Governo de Sergipe pretende maximizar a oferta de recursos hídricos no Alto Sertão sergipano e, com isto, erradicar a pobreza no semiárido, região que concentra os mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDHs) do Estado. Em todas as fases, o projeto vai despender R$ 2,4 bilhões. O anteprojeto assinado nesta sexta corresponde a primeira fase do Canal, orçado em R$ 6.776.903,16.

“Hoje é um dia marcante, anotem esse dia, será o primeiro passo para Canal de Xingó. É o sonho virando realidade. Eu lutei por esse canal, sei da importância dele, vai mudar a vida da nossa gente. Esse projeto vai atender os assentamentos, levar água para o povo, para os animais, para a agricultura. Eu sei que Déda estaria feliz, era o sonho dele, de todos nós, estamos fazendo o que ele pediu, colhendo sorrisos”, declarou Jackson Barreto.

Obra

Localizado entre os estados de Sergipe e Bahia, o canal terá extensão de 305,7 quilômetros e levará água para os municípios Canindé de São Francisco, Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre, Poço Redondo, Porto da Folha, em Sergipe; e Paulo Afonso e Santa Brígida, na Bahia. O projeto será executado pelo PAC 2 e está dividido em três partes. A primeira etapa terá 130 quilômetros de extensão e ligará Paulo Afonso, na Bahia, a Poço Redondo, beneficiando cerca de 70 mil pessoas. Com vazão máxima de 33 metros cúbicos por segundo, o Canal de Xingó terá sua nascente em Paulo Afonso, na Bahia. De lá, por gravidade, a água percorrerá os primeiros 103 quilômetros do empreendimento até Poço Redondo, na área do perímetro de irrigação Jacaré-Curituba.

Os benefícios do Canal de Xingó se direcionam ao desenvolvimento da agricultura irrigada, fortalecimento do sistema de pecuária leiteira, agroindústria, apicultura e piscicultura. Em soma, ainda alavancará o potencial turístico em toda a área que cobre a região dos cânions de Xingó.

Em seu discurso, Jackson ressaltou que o canal de Xingó estimulará a atividade agrícola da região. “Somos um estado pequeno, mas batemos recordes agrícolas, temos a melhor per capita da região. Esta obra é histórica, sinto-me honrado por fazer parte dela. Não será apenas um canal, será uma solução definitiva no combate à seca. Agradeço a sensibilidade da presidenta Dilma, que marca a vida dos sertanejos com suas obras e investimentos”.

Com informações da ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais