Bancários cobram rigor em protocolos sanitários de agências bancárias

0
Bancários cobram rigor em protocolos sanitários de agências bancárias (Foto: SEEB)

Um grupo de bancários que integram o Sindicato da categoria em Sergipe (SEEB) se organizaram em protesto nesta quinta-feira, 27, para reivindicar um maior rigor dos protocolos sanitários contra a Covid-19 de algumas agencias bancárias do Banco do Brasil, especialmente a unidade localizada na praça General Valadão, no centro de Aracaju.

Segundo a presidente do SEEB, Ivânia Pereira, o banco relaxou algumas medidas para prevenção da doença. “Estamos cobrando a imediata testagem de todos os funcionários dos ambientes em que houve resultados positivados para a doença. Estamos exigindo também a sanitização dos ambientes das agências onde houve casos positivos da Covid-19”, destaca.

De acordo com Ivânia, o banco parece agir negando o respaldo científico. A sindicalista disse ainda que o ato de protesto marca o Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida dos empregados do Banco do Brasil.  “Infelizmente a direção do banco está implementando as diretrizes do Governo Federal em negar a ciência e as medidas preventivas para enfrentamento da Covid-19”, salienta a presidente do SEEB.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil informa que segue as recomendações e os protocolos estabelecidos, obedecendo às decisões das autoridades públicas competentes. Desde o início da pandemia, o Banco tem feito esforços para proteger seus funcionários, ao tempo em que, por conta da essencialidade do serviço que presta aos seus clientes e à população brasileira, mantém seu funcionamento. Assim, desde março de 2020, várias medidas foram adotadas, com vistas ao cuidado com a saúde e segurança dos funcionários, tais como isolamento social e aquisição e distribuição de máscaras.

Os protocolos adotados nas dependências do Banco são válidos para todo o Brasil e preveem medidas de proteção pessoal, limpeza dos ambientes, dispensadores de álcool em gel, dentre outras medidas, todas elas alinhadas aos protocolos sanitários adotados no país.
Desta forma, quando há confirmação de caso de infecção por Covid-19, o funcionário é afastado do trabalho presencial e o mesmo ocorre com funcionários suspeitos de estarem com a doença (ou seja, que apresentem sintomas gripais ou que trabalharam próximos do local de trabalho – estação de trabalho, sala de reunião etc – de um funcionário que foi confirmado para coronavírus).
No caso de agências, a depender do número de funcionários afastados, o atendimento pode ser mantido de forma normal ou ser mantido de forma contingenciada, sendo que em todas as situações será prestado atendimento ao cliente, o qual, quando necessário, poderá ser direcionado para agências mais próximas e/ou canais alternativos.
Importante reforçar também que o Banco permanece disponível 24h pelos canais digitais e que as instituições financeiras têm recomendado fortemente aos seus clientes que, durante o período da pandemia, busquem atendimento por esses canais. O atendimento remoto no BB pode ser acessado por meio de suas diversas soluções digitais, como o Aplicativo BB (smartphone) e o portal do BB na internet (bb.com.br), além do WhatsApp (61) 4004-0001, da Central de Atendimento BB (0800-729-0001) e pelas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn).
 

por João Paulo Schneider 

*A matéria foi alterada às 15h11 do dia 27/01 para acréscimo de posicionamento do BB
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais