Bancários não descartam possibilidade de greve

0

O café da manhã reuniu funcionários da agência
Os funcionários do Banco do Estado de Sergipe (Banese) realizaram nesta quinta-feira, 13, às 7 da manhã, um café da manhã no Centro Administrativo do Banese, no DIA. Na ocasião, os funcionários expressaram o seu descontentamento com a direção da empresa.

A diretoria do Banese adiou três vezes a reunião de negociação para discutir a minuta com cláusulas específicas dos banesianos (aditivo à Convenção Coletiva do Trabalho – CCT). De início, a reunião havia sido marcada para o dia 5 de novembro, tendo sido adiada para o dia 6, depois o dia 12 e agora, 13 de novembro.    

Reivindicações

O presidente do sindicato, José Souza
De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários, José Souza, 33 cláusulas específicas foram apresentadas a diretoria do Banese no dia 28 de agosto. “Durante a primeira reunião entre os funcionários e a diretoria foram negadas todas as solicitações feitas pelos bancários”, afirma Souza.  

Pedidos como a formação de comissões paritárias de representantes da empresa e trabalhadores, a democratização da participação dos funcionários e o plano de cargos e salários foram solicitados pelos banesianos. A minuta completa pode ser encontrada no site do sindicato.

A reunião

Segundo a diretoria do banco, a reunião com o diretor João Andrade está confirmada para a manhã desta quinta-feira, às 11 horas. Após a reunião, o sindicato realizará uma assembléia às 18h30 para avaliação das contrapropostas.

Quanto à possibilidade de greve, José Souza afirma que a possibilidade de paralisações ou greve existe. “A possibilidade de paralisação depende do acatamento da minuta”, declara o presidente do sindicato.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais