Banco do Nordeste, Fafen e Finep participaram da abertura do Sempesq

0

O Sempesq 2002 deu provas de que o Estado de Sergipe está cada vez mais forte e interessado em pesquisas que ajudem não só ao Estado, mas também ao desenvolvimento humano e tecnológico do país. Representantes de instituições como o Banco do Nordeste, Fafen e Finep estiveram presentes no evento e deram depoimentos de vitórias e contribuições que fazem o Estado crescer. No encerramento da solenidade de abertura, o reitor da Universidade Tiradentes, professor Jouberto Uchoa de Mendonça, agradeceu o interesse de todos e falou da importância do Estado sergipano diante de suas potencialidades. “Esta universidade se sente engrandecida em poder trazer para esta instituição as expressões que eu considero nacionais neste Estado, como o Banco do Nordeste, Fafen e Finep. Instituições que trazem contribuição para o engrandecimento desse Estado. O Banco do Nordeste chega a ser responsável pelo financiamento de 91% do financiamento da agricultura e à pesquisa”, diz o reitor Jouberto Uchoa. Na ocasião, ele ainda apresentou os responsáveis pelo livro Sergipe Panorâmico e Saiba mais sobre transgênicos: o doutor Lauro Xavier Filho, professora Sheila Alves Rodrigues, professor Sócrates Cavalcante e o professor Eduardo Lima de Matos, e Maria Lucia, pesquisadora da história de Sergipe. “Ela é, como a gente poderia chamar na linguagem dos jovens, meio pirada, porque ela pensa de manhã, de tarde e à noite em pesquisa histórica da nossa terra. É uma sonhadora, uma idealizadora, é amante dessa terra e como pesquisado foi capaz de juntamente comigo e um grupo de estudantes pesquisadores, produzir para oferecermos aos senhores uma produção que vai entregar à sociedade, aos pesquisadores, estudiosos, aos turistas que vêm à nossa terra e às autoridades de fora do Estado que precisam de qualquer informação sobre os nossos 75 municípios, vão encontrar uma produção séria, competente e capaz de mostrar o lado bom de todos os nossos municípios que até então não eram conhecidos”. Professora ”, diz o professor Jouberto Uchoa.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais