Bar da Peixada: vigia crê em incêndio criminoso

0

Rei da Peixada: perda total (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

Pode ter origem criminosa o incêndio que destruiu o Bar da Peixada, ocorrido na madrugada do domingo, 13, na Praia de Atalaia. O vigilante Joel Vieira Reis, que presta serviço à empresa, garantiu, em entrevista concedida ao Portal Infonet, que teria encontrado um balde contendo gasolina nas proximidades do local onde o incêndio começou.

O Corpo de Bombeiros ainda não realizou perícia e ainda não atestou a causa do incêndio, segundo informações da major Maria de Souza, responsável pela comunicação social da corporação. A major revela que a causa do incêndio só será revelada após a conclusão de perícia técnica que só poderá ser realizada mediante solicitação do proprietário do empreendimento. O Portal Infonet tentou conversar com os proprietários, mas não obteve êxito.

Na manhã desta segunda-feira, 14, o vigilante Joel Vieira se encontrava no local e lamentou a ocorrência. “Acho que nem uns R$ 400 mil vai dar para recuperar o bar”, comentou. De acordo com relatório preliminar do Corpo de Bombeiros, o imóvel teve perda total e 95% dos móveis e eletrodomésticos foram destruídos pelas chamas.

Joel Vieira indica o local onde o incêndio começou

O vigilante garante que se encontrava no local no momento em que o fogo teve início. “Eu tinha arrodeado [feito a ronda rotineira] cerca de dez minutos antes e me sentei ali. Quando olhei, uns dez minutos depois, tinha aquele fumaceiro e quando me aproximei já vi a dona jogando água para apagar o fogo”, observou.

Segundo o vigilante, os proprietários do bar não costumavam retornar para a residência em dias de grande movimentação, quando o encerramento do expediente acontecia já na madrugada.

O vigilante informou que o bar funcionou até cerca de duas horas da madrugada. O Corpo de Bombeiros foi acionado pelo Centro Integrado em Operações de Segurança (Ciosp) às 4h30, segundo informações da major Maria.

Móveis e eletrodomésticos também são afetados por chamas

No primeiro momento, a ocorrência foi assistida pela equipe do 4º Grupamento do CB, instalado na orla, bem próximo ao bar. Foi solicitado reforço e outras duas equipes do Quartel Central se dirigiram à orla. Foram mobilizadas três viaturas [uma Autobusca e Salvamento (ABS), uma Autobomba Taque (ABT) e outra Autotanque – AT], que utilizaram grande volume de água para debelar o incêndio.

Por Cássia Santana

Comentários