Bares da Passarela do Caranguejo podem passar por mudanças

0

(Foto: Arquivo/Portal Infonet)

A Passarela do Caranguejo foi tema de discussão na manhã desta quarta-feira, 6, no Ministério Público Estadual. O imbróglio envolve a falta de padronização da área, que atualmente se encontra descaracterizada de sua proposta inicial. A Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) sugere um estudo para a uniformização dos bares, a fim de que seja retomado o caráter público do espaço.

Entre as alterações, a Emurb cita a retirada das divisões de estabelecimentos e, com isso, a diminuição da densidade de ocupação de mesas e cadeiras e a eliminação de obstáculos para permitir a livre acessibilidade e o trânsito de pedestres.
De acordo com o secretário municipal de Planejamento Dulcival Santana, até o momento nada foi feito no local.

Já a representante da Emurb Mercês Souza informou que o responsável pela implantação e gestão do calçadão é o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), sugerindo a presença de um representante, bem como da Associação dos Bares ali instalados.

A promotora de justiça do Meio Ambiente Adriana Ribeiro Oliveira designou uma nova audiência para o dia 25 de agosto com a presenção da Associação dos Bares que integram a Passarela do Caranguejo, da Secretaria Municipal de Finanças, do DER e das Procuradorias do Município e do Estado.

Além disso, foi solicitado ao setor de Engenharia do Ministério Público Estadual a realização de vistoria no local, apontando às irregularidades encontradas.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais