Bate-boca na rádio

0

Que coisa deprimente o bate-boca numa das emissoras locais, entre a Secretaria de Educação do Município (Semed), Ana Lúcia Menezes, e a diretora da Apada, Ligia Maynart. Aquela retirou desta os professores especializados na linguagem de sinais, deixando a Apada sem aulas para 150 crianças. Ligia Maynart não se conforma com a insensibilidade da Secretaria. A Assessoria de Imprensa da Semed informa que a Apada é uma entidade de aceleração e aperfeiçoamento e não uma instituição de ensino fundamental, por isso os professores foram retirados, pois todos os especialistas da rede estavam nas instituições e não nas salas de aula da rede municipal, onde seus trabalhos são necessários. A assessoria informa ainda, que a Educação Especial é também de responsabilidade do Estado, que devem agir junto com o município. É um impasse que deve ser resolvido urgentemente.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais