Bombeiros: 28 pessoas resgatadas com vida

0
Bombeiros militares: prevenção evita óbitos (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Nas localidades onde o Corpo de Bombeiros escalou equipes para atuar preventivamente durante o Carnaval ocorreram 28 resgates de pessoas que foram salvas de afogamentos. Mas em outras áreas, onde não ocorreu o trabalho preventivo ocorreram três óbitos, entre os quais dois corpos foram resgatados pela equipe de bombeiros militares.

Os óbitos por afogamento foram registrados nos municípios de Porto da Folha, Nossa Senhora de Lourdes e Estância. Mas nas localidades onde o Corpo de Bombeiros atuou com equipes preventivas ocorreram princípios de afogamento, mas as vítimas foram resgatadas com vida e encaminhadas a diferentes unidades de saúde e todas estão salvas, segundo informações do major Hector Monteiro, comandante do 4º Grupamento de Bombeiros Militares.

Segundo o major Hector, foram realizados 19 resgates na Praia de Atalaia e adjacências, quatro em Pirambu, três em Cumbe. Em Neópolis, a equipe do Corpo de Bombeiros socorreu duas pessoas que entraram no rio e passaram mal [classificado como mal súbito].

As equipes também atuaram em Itaporanga D´Ajuda e na Barra dos Coqueiros, mas a tranquilidade predominou nos espaços aquáticos nestas localidades, segundo o major Hector.

Incêndio e prisões

Na Praia de Atalaia, a equipe do Corpo de Bombeiros impediu um arrastão que estava sendo realizado por um grupo de jovens no domingo, 15, que atormentaram banhistas para roubá-los. Nesta ação, dois suspeitos foram presos e encaminhados para a Delegacia Plantonista, em Aracaju.

Em Pacatuba, o Corpo de Bombeiros combateu um incêndio em um matagal ocorrido na segunda-feira, 16. Por pouco as chamas não atingiram uma residência próxima ao local, no assentamento Caboi. Não houve vítimas.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais